Garota sueca mobiliza jovens no mundo sobre aquecimento global

Greta Thunberg trocou as aulas de sexta-feira pela luta climática. Persistência fez a jovem participar do Fórum Econômico Mundial

Compartilhe
, / 0

Desde agosto do ano passado, a sueca Greta Thunberg, 16 anos, falta às aulas toda sexta-feira para ir ao Parlamento sueco, em Estocolmo, exigir medidas contra o aquecimento global. A menina se considera uma militante climática.

A manifestação de Greta inspirou jovens do mundo todo, que passaram a aderir ao Friday for Future (sexta-feira para o futuro). Em 15 de março deste ano, houve uma greve escolar global, em que alunos foram às ruas protestar pela vida do planeta.

Diagnosticada com síndrome de Asperger, o reconhecimento mundial veio em dezembro de 2018, quando a ativista participou da COP24 – Conferência sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas, realizada em Katowice, na Polônia. Greta também esteve em Davos para o Fórum Econômico Mundial e chegou a conversar com o Papa Francisco.

aquecimento global

De casaco roxo segurando cartaz, Greta participa de uma marcha pelo meio ambiente organizada pelos estudantes em Bruxelas, em 21 de fevereiro de 2019 (foto: Shutterstock)

Leia também:

“Escrevem sobre os indígenas desde 1500, só que muitos não têm noção do que é um povo indígena”

Obra da primeira mulher brasileira a publicar romance é destaque entre editoras

Comentários

comentários

nudecelebvideo.net asexbox.com javset.net

PASSWORD RESET

LOG IN