Obra da primeira mulher brasileira a publicar romance é destaque entre editoras

Romance ‘Úrsula’,de Maria Firmina dos Reis está sendo publicado por quatro editoras. A autora foi uma quebradora de paradigmas

Compartilhe
, / 0

Nada menos do que quatro editoras (Penguin/Companhia das Letras, PUC-MG, Taverna e Zouk) estão publicando simultaneamente novas edições do mesmo livro. Já seria o bastante para desconfiar que a obra em questão tem relevância, e tem mesmo.

Trata-se do romance Úrsula, da maranhense Maria Firmina dos Reis (1822-1917), pioneira em diversos aspectos. Foi a primeira mulher e também a primeira pessoa negra a ter um livro publicado no Brasil, em 1859 – e só por essas informações já se consegue estimar o volume impressionante de autores e autoras que pertencem à “árvore genealógica” literária plantada por Maria Firmina.

Trajetória de anciãs indígenas é tema de livro escrito também por indígenas

Saiba o papel da escola quando há aluno diabético

Autodidata, ela foi também a primeira mulher aprovada em um concurso público no Maranhão, para trabalhar como professora do antigo ensino primário. Sua biografia inclui a criação da primeira escola mista e gratuita do Brasil. É sintomático que Úrsula tenha sido publicado originalmente com a autora oculta por um pseudônimo, “uma maranhense”. Fundado em uma crítica à escravidão (que demoraria ainda mais três décadas para ser abolida), o romance corajoso de Maria Firmina trata de um amor trágico entre brancos. Carrega de tintas fortes os escravizadores e dá voz aos escravizados. As quatro edições variam de 224 até 288 páginas, em virtude dos diferentes prefácios, apresentações e ensaios que iluminam a obra e seu contexto.

Úrsula Maria Firmina dos Reis

As quatro edições que chegam de Úrsula

Comentários

comentários

nudecelebvideo.net asexbox.com javset.net

PASSWORD RESET

LOG IN