Brasil não valoriza professor e fica em último em ranking mundial

Pesquisa da Varkey Foundation foi feita em 35 nações e também levantou que só 9% dos brasileiros acreditam que o aluno respeita o docente

Compartilhe
, / 1

Dos 35 países pesquisados no Global Teacher Status Index 2018, o Brasil ficou em último na temática sobre se a sociedade valoriza o professor. Outra informação é que apenas 9% dos brasileiros acreditam que o aluno respeita o docente, o que também acaba colocando o país na última posição em mais outra categoria.

A pesquisa entrevistou mil pessoas de 16 a 64 anos e foi realizada pela instituição internacional Varkey Foundation, que realiza ações em prol de uma boa educação.

Brasileiro não valoriza professor

No ranking dos países que acreditam que o professor é valorizado, a China é a primeira colocada (foto: Shutterstock)

Em 2013, aconteceu a primeira edição do Global Teacher, e na classificação de status do professor, o Brasil tinha ficado em penúltimo, na frente apenas de Israel. Ou seja, nesta edição, em comparação com a primeira, o país caiu uma colocação e ainda foi um dos únicos que não sofreu evolução.

O relatório acompanhou os resultados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), realizado pela OCDE.

O fundador da Varkey Foundation, Sunny Varkey, enxerga que os resultados da pesquisa apontam que para um país ter uma boa educação o professor precisa ser valorizado e receber um bom salário.

Status do professor em outros países

No ranking de status do docente, a primeira colocada é a China. A Finlândia, reconhecida por uma boa educação ficou em 17º lugar.

Outro ponto curioso da pesquisa é que, no Brasil, a carreira de professor é comparada à de um bibliotecário; já na China, por exemplo, a sociedade a compara com um médico.

Para ler a pesquisa clique aqui.

Leia também:

Conheça escolas públicas que rompem barreiras e oferecem ensino de qualidade

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN