UNICEF e Samsung desenvolvem APPs com alunos para a rede pública

Atividade durou cerca de seis meses e reuniu professores, estudantes e profissionais de tecnologia em prol de soluções para a educação brasileira

Compartilhe
, / 532 0

Maratona UNICEF Samsung apresentou aplicativos desenvolvidos por estudantes que auxiliam na melhoria da educação do país em evento na Universidade de São Paulo (USP).

Durante cerca de seis meses, 31 equipes com alunos, professores, designers e programadores de todo o país criaram plataformas educacionais voltadas aos anos finais do ensino fundamental (6º a 9º ano).

aplicativos escola pública

Alunos apresentam seus aplicativos desenvolvidos para escolas públicas

Sobre o que leva de novo após essa imersão, Dhiego Lima, estudante do Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS) relata “aprendi a dialogar melhor. Quando escutamos opiniões dos outros sempre saímos enriquecidos.”

O aplicativo elaborado por Lima e sua equipe é o Batalharte , voltado para disciplinas de História e Arte de alunos do 9º ano. O APP se baseia em espaço para conteúdo e quiz para testar o conhecimento dos alunos.

A gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil, Isabel Costa, explica que a empresa busca desenvolver transformação social e tem como eixo a educação. “A ideia da maratona surgiu para agregar educação com tecnologia. A participação da Samsung se deu, principalmente, na maneira como os participantes criariam os aplicativos”, detalha. Orientação técnica e coaching foram alguns dos conteúdos que os alunos receberam.

Dentre os 31 APPs está o Educa + RA, que disponibiliza conteúdos complementares de Matemática e Ciências com realidade aumentada em geometrias dinâmicas para auxiliar alunos do 6º ano.

Horizontes ampliados

O professor Daniel Lacerda conseguiu ter três equipes selecionadas. Ele conta que motivou os alunos a acreditarem que eles eram capazes de passar no edital. “No decorrer do projeto, os jovens foram redescobrindo os seus potenciais que estavam adormecidos.“

Daniel revela ainda que uma maratona como essa é muito válida e todos saem otimistas. “Percebi que esse tipo de incentivo consegue dar ferramentas aos alunos, e como professor, devo auxiliar nos caminhos que eles podem seguir e em conhecimentos que agregarão a jordana deles“, ressalta.

Seleção para aplicativos

Alunos de escola pública e ensino técnico de todo o país se inscreveram junto a seus professores no edital Maratona UNICEF Samsung, lançado em abril deste ano. Das mais de 100 equipes inscritas, 31 foram selecionadas para desenvolverem seus aplicativos, que foram apresentados no final de outubro.

O principal objetivo do projeto é distribuir as plataformas de forma gratuita para as escolas públicas do Brasil.

Leia também:

Conheça escolas públicas que rompem barreiras e oferecem ensino de qualidade

 

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN