E-book gratuito busca ajudar escolas públicas a ressignificarem a morada escolar

Educação integral, importância da comunidade em torno da escola e formação dos professores e gestores são destaques da obra

Compartilhe
, / 0

Educação integral e as práticas em desenvolvimento (Grupo Marista, 86 págs.) é um e-book gratuito que acaba de ser lançado para apoiar professores, profissionais e agentes de educação pública de todo o país no desenvolvimento de uma educação que de fato ressignifique o ambiente escolar, a maneira de ensinar e a relação professor e aluno.

Disponível na internet (clique aqui) e com prefácio do renomado educador José Pacheco, é notável a proposta de uma escolarização fora da caixa: “este livro poderá constituir-se em referência para educadores que compreendam que, se continuarem cativos dos vícios da velha escola, negarão a muitos seres humanos o direito à educação. Além disso, abre caminhos de reflexão que, para além da aparência de escola enquanto prédio onde se desenrolam obsoletos rituais, nos demonstre que escolas são pessoas”, explica.

Leia também:

Um dos criadores do Pisa analisa o investimento público em educação no Brasil

Diretora da CEDAC fala sobre o projeto voltado à formação de educadores ‘Pequenos Leitores’

Mais tempo para a formação dos professores e gestores, educação integral, participação dos alunos nas tomadas de decisões e articulação entre municípios e estados são alguns eixos que a obra defende. De fato, a proposta é composta pela visão de inúmeros especialistas no assunto, como as pensadoras e coautoras Adriana Friedmann, Claudia Galian, Gabriela Spagnuolo Cavicchioli, Nayana Brettas, Neuzita de Paula Soares e Pilar Lacerda.

Aliás, como resistir aos muros da escola é uma das primeiras indagações. “Eles impedem que as crianças e jovens vejam suas casas, suas ruas, sua cidade. Eles proíbem que a comunidade conheça o pátio, as salas de aula, a biblioteca, a quadra. E, pior, separam a escola da vida real, como se fosse possível criar um “mundo paralelo” dentro dos muros da escola” (pág. 15).

Educação integral e a morada escolar

O e-book é resultado do projeto Territoriar, do Centro Marista de Defesa da Infância. Dessa forma, Bárbara Pimpão, gerente do Centro e coordenadora do projeto, destaca que a publicação aponta para a relevância da integração da educação com as demais políticas e equipamentos públicos, “bem como a importância de a escola estar integrada ao território e às comunidades em que está inserida, como fundamentais na garantia de uma educação pública de qualidade”.

Em resumo, dividido em cinco capítulos: A educação integral e o território educativo, Um currículo integrador com enfoque em direitos, Escuta, vozes e participação das crianças e adolescentes nas tomadas de decisão, O papel dos gestores executivos e escolares na construção da educação integral nos municípios e Para se inspirar e fortalecer as reflexões e práticas nos diversos contextos, a obra tem como complemento à leitura links que redirecionam para vídeos e ainda para matérias escritas.

ressignificar morada escolar

Foto: Shutterstock

Leia também:

Militarização das escolas públicas: soldado ou cidadão?

BNCC: desafio é a histórica carência na formação de professores

Comentários

comentários

nudecelebvideo.net asexbox.com javset.net

PASSWORD RESET

LOG IN