Jovem brasileira fica em 1º lugar na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática

Mariana Bigolin Groff , de 17 anos, deu título inédito ao país em competição realizada na Ucrânia

Compartilhe
, / 0

Aos 17 anos, a gaúcha Mariana Bigolin Groff levou a sonhada medalha de ouro — título inédito para o país — na 8ª Olimpíada Europeia Feminina de Matemática (EGMO, na sigla em inglês), que aconteceu de 7 a 13 de abril, em Kiev, na Ucrânia.

Com 196 estudantes de 49 países, a Olimpíada rendeu ao Brasil a 20ª posição geral com o também esforço da carioca Maria Clara Wernerck e da fortalezense Ana Beatriz Studart, ambas com 17 anos, e que garantiram ao país duas medalhas de bronze. Bruna Arisa Shoji Nakamura, de 16 anos, de São Paulo, e Maria Clara de Lacerda Werneck, de 17 anos, do Rio de Janeiro, também participaram da competição.

É a terceira vez que o Brasil marca presença, somando nove medalhas e uma menção honrosa.

Leia também:

Autista rompe preconceito e se forma em medicina

Um dos criadores do Pisa analisa o investimento público em educação no Brasil

Reconhecimentos além da olimpíada de matemática

As conquistas de Mariana, que levou o ouro, são inúmeras: ela já ganhou 28 medalhas em competições nacionais e cinco em competições internacionais. Na EGMO, ano passado a gaúcha ganhou medalha de prata e, em 2017, ficou com o bronze. Já na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) ela ficou em primeiro lugar seis vezes.

Ex-aluna da Escola Estadual Cardeal Roncalli, em Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, a jovem recentemente ganhou uma bolsa integral para estudar em um colégio particular em Fortaleza.

ouro brasileira Olimpíada Matemática

Foto: arquivo pessoal

Leia também:

A era das certezas

Inscreva os alunos em prêmio da Samsung que busca solucionar problemas locais e transformar o futuro

Comentários

comentários

nudecelebvideo.net asexbox.com javset.net

PASSWORD RESET

LOG IN