Vera Lúcia Marques Edwards

secretária de Educação do Amazonas

Compartilhe
, / 1103 0




Na sua opinião, qual é o principal desafio para alavancar o desenvolvimento e a qualidade da educação em nosso país?




Grandes investimentos na formação e qualificação dos profissionais da educação, além de viabilizar uma rede física adequada que atenda às condições dignas de trabalho para professores e um ambiente propício para a aprendizagem dos alunos.




No Amazonas, parte desse desafio já foi superada, pois 96% dos professores da rede estadual de ensino já estão graduados ou em processo de graduação e essa qualificação é de fundamental importância, pois só assim os professores estarão aptos para ministrar boas aulas. A formação continuada (tão importante nesse processo) também já é uma realidade no Amazonas. Somente no ano de 2004, mais de 1.700 passaram por capacitações e neste ano, a Secretaria de Estado da Educação oferecerá capacitação a mais 4 mil professores.
  





Outro desafio a ser superado é a contextualização da estrutura curricular, que em cada região precisa ser fundamentada conforme a realidade particular de cada localidade, não esquecendo, é claro, os saberes universais. Por estarmos no seio da maior floresta do mundo, estamos buscando associar esses saberes à nossa tão famosa realidade. O livro didático do ensino médio que foi distribuído este ano para cerca de 160 mil alunos é um exemplo disso, pois foi elaborado de acordo com as propostas do Plano Estadual de Educação do nosso Estado, que preza pela regionalização do conteúdo.



 





No Amazonas, quais são os principais desafios enfrentados pelo governo estadual na área?





Tendo em vista as particularidades de nossa região, um dos principais desafios enfrentados pelo governo do Amazonas é o atendimento às comunidades rurais que hoje têm carência de estrutura para o ensino médio hoje já atendemos 21 comunidades ribeirinhas, com a metodologia modular são 2.800 alunos que não precisaram sair de suas comunidades para estudar na sede do município, antes dessa implantação do ensino médio modular muitos desses jovens pegavam canoas e remavam até três horas para chegar à cidade e na volta realizavam novamente a mesma aventura. Esse número de alunos e comunidades ainda é pequeno, comparado ao nosso universo, mas estamos estudando a ampliação do atendimento. Além desses estudantes do modular, o Estado atende 160 mil jovens no ensino médio regular e 400 mil no ensino fundamental em 521 escolas localizadas nos municípios. 




O acesso aos 61 municípios é um dos desafios, temos cidades que ficam  a quatro horas da capital Manaus de avião, e isso inviabiliza e dificulta nossas ações nessas localidades.      
  





Resgatar a credibilidade do ensino público é um dos maiores desafios do governo estadual, mas sabemos que isso requer a integração de todos os poderes públicos e dos atores da educação, incluindo professores, pedagogos, alunos e a família.





 


Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN