Tempo para leituras e pesquisas

Escola de Direito da FGV reduz de 9 para 5 o número de disciplinas obrigatórias por semestre

Compartilhe
, / 1168 0

livros

O programa de graduação da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito SP) reduziu de nove para cinco o número de disciplinas obrigatórias oferecidas em cada semestre, nos três primeiros anos do curso. No entanto, a carga horária total do curso, de 4,5 mil horas-aula, permanece inalterada.

A redução do número de disciplinas obrigatórias tem como principal objetivo permitir que a dedicação dos alunos seja mais aprofundada e a participação nas aulas mais qualificada, explicam Adriana Ancona de Faria e Roberto Dias, respectivamente vice-diretora administrativa e coordenador de graduação da instituição. Eles lembram que essa proporção entre o tempo em sala de aula e o tempo dedicado à leitura, pesquisa e trabalhos é comum em faculdades de direito europeias e norte-americanas, onde muitos matriculados em apenas três ou quatro disciplinas passam grande parte do dia nas bibliotecas.

Outra inovação presente na nova grade curricular é a ênfase no ensino por projetos. Nesse método, o ponto de partida é um problema complexo e multidisciplinar, cabendo aos alunos compreender os interesses e as perspectivas dos diferentes agentes envolvidos e, após aprofundamento nos temas relacionados, construir uma solução jurídica aplicada ao caso concreto. As mudanças da grade foram debatidas por dois anos como forma de buscar intersecção entre os conteúdos exigidos pelos reguladores e que também estivessem alinhadas com as demandas dos alunos, do mercado e da sociedade.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN