Sindicatos pedem obrigatoriedade de sociologia e filosofia no ensino médio

Projeto para a inclusão das disciplinas na grade tramita na câmara desde 2003

Compartilhe
, / 1021 0



Sindicatos dos sociólogos e dos trabalhadores em educação e o deputado federal Ribamar Alves (PSB-MA) pediram apoio ao Ministério da Educação (MEC) para tornar obrigatórias as disciplinas de sociologia e filosofia no ensino médio.



 




O ministro Fernando Haddad se mostrou favorável, e pediu ao secretário da Educação Básica que reafirme ao Conselho Nacional de Educação (CNE) uma proposta de diretrizes curriculares. Um projeto de lei neste sentido já tramita na câmara desde 2003.




 




De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Lejeune de Carvalho, apesar dessas matérias existirem em 13 estados, ainda falta uma lei federal que obrigue as escolas a incluírem as aulas de sociologia e filosofia na grade. Para ele, aulas de sociologia e filosofia são instrumentos para que o aluno possa estudar, interpretar, analisar e refletir sobre a sociedade em que vive.




 




 




(Fonte: MEC)


Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN