São Bernardo do Campo terá nova metodologia de educação sexual

Voltada aos alunos do ensino fundamental II, metodologia passará a ser usada em escolas públicas do município paulista

Compartilhe
, / 834 0

Uma nova metodologia de educação sexual passará a ser usada em escolas públicas de São Bernardo do Campo (SP). O projeto, intitulado Quebra Tabu, é voltado aos alunos do ensino fundamental II e tem como base a realização de oficinas inseridas na grade curricular. A metodologia foi desenvolvida pelo Instituto Kaplan, associação especializada em saúde e responsabilidade sexual.

A iniciativa envolve 70 escolas públicas e 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. A primeira etapa é de capacitação: por meio de cursos, educadores do instituto orientam coordenadores pedagógicos e responsáveis pelas UBS, que devem multiplicar o conteúdo para professores de ciências e outros profissionais de saúde.

A aplicação da metodologia nas escolas deve acontecer a partir do 1º semestre de 2016. Serão realizadas pelo menos três oficinas por ano letivo, de acordo com o interesse e a capacidade cognitiva de cada faixa etária. No 6º ano, o foco é a puberdade – mudanças do corpo, expectativas e noções de higiene. No 7º, reprodução humana, responsabilidade e prevenção. No 8º ano as atividades abordam a primeira relação sexual e métodos contraceptivos. Por fim, no 9º ano, o assunto central são as DSTs, a negociação sobre o uso da camisinha e a cadeia de transmissão das doenças.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN