Salários mais altos para professores influenciam resultados dos alunos

Escola em Nova York combinou valorização docente e mudança no currículo escolar para melhorar desempenho dos estudantes

Compartilhe
, / 1264 0
iStockphoto
Escola inova ao oferecer salários acima da média a seus professores e conquista bons resultados entre alunos

Quando foi inaugurada, em 2008, a charter school The Equity Project (TEP) causou um alvoroço não só em Manhattan, onde está localizada, mas em todo Estados Unidos. O motivo de tantos comentários e matérias na imprensa foi o salário dos professores: US$ 125 mil por ano, além de benefícios e eventuais bônus após dois anos de serviço. Para comparação, a média do salário pago nas escolas públicas de Nova York gira em torno de US$ 64 mil e US$ 75 mil por ano. Os altos salários – pagos a professores com no mínimo seis anos de experiência -, combinados a uma mudança no currículo, que passou a abrigar aulas diárias de educação física e música, configuraram uma aposta da administração para melhorar o desempenho dos alunos. Quatro anos depois, apareceram os primeiros resultados.  Compilados por uma consultoria independente, a Mathematica Policy Research, os dados mostram que os estudantes tiveram uma melhora em matemática e em língua inglesa. Em comparação com os alunos de escolas vizinhas de mesma condição socioeconômica, eles demonstraram um grau de conhecimento em matemática equivalente a um ano e meio a mais de estudos e de quase um ano em língua inglesa. Porém, somente 43% dos alunos do 8º ano passaram no exame estadual de matemática. Embora a média seja de 26%, o estudo aponta que são necessários avanços ainda mais substanciais. 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN