Rubens Akeshi Macedo Oda

O ensino de biologia e as perspectivas de desenvolvimento

Compartilhe
, / 1175 0



 










Caminhando com a educação e valorizando conquistas como a Lei de Biossegurança estaremos indo ao encontro do desenvolvimento social, educacional e científico-tecnológico brasileiro














 






O Brasil é reconhecido mundialmente por sua imensa biodiversidade e seus avanços em biotecnologia. Participamos do projeto genoma humano, deciframos o genoma da cana de açúcar, fomos os primeiros a seqüenciar o genoma de microorganismo fitopatogênico, a bactéria
Xilella Fastidiosa

. Mas nosso grande desafio é sermos reconhecidos pela qualidade em educação. Embora tenhamos grandes colégios e grandes resultados em competições internacionais em ciências, biologia é a única disciplina na qual não participamos de nenhuma olimpíada internacional.






 






Na última Olimpíada Internacional de Biologia (IBO), realizada em 2004 na Austrália, tive a oportunidade de participar do júri e representar o Brasil, país que nunca havia participado dessa competição, nem como observador. A olimpíada existe há quinze anos.




Os alunos ali presentes estavam sendo premiados pelo seu conhecimento e capacidade científica. Os resultados apontaram um jovem de Singapura como primeiro colocado e, embora tal país seja desconhecido da maioria dos brasileiros, seu programa de ensino de ciências é exemplar. Mesmo sendo uma pequena ilha com dois milhões de habitantes, os alunos começam a ter seu primeiro contato com biotecnologia aos seis anos de idade, quando aprendem a fazer extração de DNA.






 






Os professores de ensino fundamental e médio são obrigados a passar por uma reciclagem e aprender biologia, mesmo sendo de outras disciplinas. Para eles, a biologia é a base de todo desenvolvimento cientifico e tecnológico do país. Em seu centro de pesquisas, com parceria pública e privada, são realizadas experiências de ponta em nanotecnologia, biotecnologia e genômica. Atualmente, estão desenvolvendo um mosquito transgênico para controle da malária e leishmaniose, dentre outros. Eles utilizam, há diversos anos, alimentos transgênicos, já que para eles a biotecnologia só tem a melhorar a qualidade de vida da população.






 






Em maio de 2004, o Brasil organizou a sua I Olimpíada de Biologia (OBB). Acreditamos estar caminhando, inicialmente a curtos passos, para que nosso país possa alcançar lugar de destaque no ensino de biologia no cenário internacional. Estamos vivendo um momento de intensa transição, de mudança de paradigmas, uma nova ordem onde a ciência será mais acessível e a ponte ensino médio-superior-sociedade será tão estreita que os profissionais de ensino terão que lutar arduamente para agregar conhecimento à formação de um aluno cada vez mais exigente.






 




 






Como professor de biologia de ensino médio, já tive que responder perguntas sobre PCR, príons, DNA fingerprint e arqueobactérias e, felizmente, pude ajudar os alunos a entender as diversas nuances do mundo biológico. As informações são irrestritas e qualquer aluno incluído digitalmente pode gerar debates sobre questões polêmicas supracitadas ou mesmo contestar informações: Urinoterapia funciona? Será que foi realmente o Mal de Chagas que matou pessoas no Sul? Hidroponia realmente é vantajosa?






 






Caminhando com a educação e valorizando conquistas como a Lei de Biossegurança – que permite o uso de células tronco em pesquisas e libera a comercialização e consumo de organismos geneticamente modificados no Brasil – estaremos indo ao encontro do desenvolvimento social, educacional e científico-tecnológico brasileiro.





Temos que diminuir as diferenças sociais, tornar a educação de qualidade acessível a todos os alunos. Acreditar que, mais do por nossas riquezas naturais, possamos nos orgulhar pelos nossos cérebros.




 





Rubens Akeshi Macedo Oda é professor de biologia, mestre em ecologia, coordenador de Meio Ambiente da Pró-Terra (




www.proterra.org.br




) e  da I Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB)







Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN