Relatório analisa mau comportamento das salas de aula brasileiras

Em documento, instituto aponta maior engajamento dos alunos como caminho para mudar o cenário

Compartilhe
, / 357 0

Os professores brasileiros são os que mais relataram problemas com o mau comportamento dos alunos na Pesquisa Internacional de Ensino e Aprendizagem, realizada em 34 países pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O fator também é apontado como uma das principais causas da perda de tempo na sala de aula. Com o intuito de apontar caminhos para que este cenário mude, o Instituto Unibanco lançou a quarta edição do boletim Aprendizagem em Foco. Ele reúne dados de pesquisas internacionais e está disponível online

A primeira direção apontada pelo boletim para diminuir a indisciplina é o aumento do engajamento dos alunos. No Brasil, os estudantes ainda passam muito tempo copiando instruções da lousa, por exemplo, o que pode gerar tédio e desinteresse. Com maior participação efetiva dos alunos nas aulas, isso pode mudar, segundo o Instituto.

O documento também traz dados de uma pesquisa feita no Canadá e na Inglaterra que sugere a maior valorização dos professores como um fator que reduz o mau comportamento. Isto porque professores que sejam fixos em uma mesma escola e tenham tempo para planejar aulas conseguem manter o clima escolar mais facilmente.

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN