Secretaria de SP confirma atribuição de professores temporários

STF derrubou liminar que proibia contratos temporários. Governo espera evitar que alunos fiquem sem aula

Compartilhe
, / 0

O Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a proibição de contratos de professores temporários no serviço público, em 12 de janeiro.

Em suma, com base na decisão, a Secretaria da Educação inicia na próxima semana o processo de atribuição de aula e classes para professores da rede estadual. Dessa forma, o governo de São Paulo visa evitar a crise de 2,5 milhões alunos ficarem sem aula por falta de professores.

Os profissionais de todo o estado de São Paulo com contrato vigente ou que podem ser contratados (categoria O) serão definidos em 28 e 29 de janeiro. Logo, a escolha das unidades e horários que irão atuar será feita pelos docentes.

Ontem, 22 e hoje, 23, o calendário de atribuição foi aberto para os professores efetivos, que definem composição, constituição e dependendo, ampliação da jornada.

Assim também, professores com interesse de participação em projetos e programas como o Centro de Estudos de Línguas (CEL), Fundação Casa, Professor Mediador, Escola de Tempo Integral, Classe Hospitalar e Sala de Leitura terão amanhã, 24, para participar.

Em conclusão, para os estáveis (categorias P, N, F) o cronograma reservou os dias 28 e 29.

secretaria de educação SP professores temporários

Foto: Pexels

Leia também:

Nova formação de professores propõe exame para lecionar

Pedagogia é o curso com maior número de ingressantes

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN