Professores de São Paulo terão formação em direitos humanos

Cinco cartilhas orientarão educadores da rede municipal a tratar do assunto com os alunos

Compartilhe
, / 1051 0

Professores da rede municipal de São Paulo passarão a ter formação em direitos humanos. Os educadores receberão cinco livros que tratam de assuntos como homofobia, racismo, bullying e violência. O material foi produzido em uma parceria entre a prefeitura de SP e o Instituto Vladimir Herzog (IVH) e orientará os educadores a tratarem dos temas na sala de aula a partir do ano que vem. 

Batizado de Respeitar é Preciso!, o projeto vem sendo desenvolvido com o IVH desde 2014 em Centros Educacionais Unificados (CEUs) da capital. Foram feitas oficinas que envolveram cerca de 650 professores de todas as diretorias de ensino e nortearam o intituto na produção da cartilha.

Na nova etapa, as cartilhas produzidas serão aplicadas aos educadores pela equipe do Vlado Educação, do IVH. Ela dará orientações sobre as atividades e exercícios indicados para trabalhar os temas na sala de aula com os estudantes.

Além do caderno introdutório, a coleção possui mais quatro livros: Democracia na escola, que fala da importância da democracia nas escolas, Igualdade e discriminação, que discute gênero, homofobia, questões étnicas, religiosas e outras, Respeito e humilhação, que foca as relações interpessoais no ambiente escolar e Sujeitos de direito, que enfatiza a aplicação irrestrita dos direitos humanos.

Os cadernos estão disponíveis para download no portal Educação em Direitos Humanos, das secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania e de Educação.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN