Prazo da construção da Base Nacional Comum é colocado em discussão

PNE determina que documento seja finalizado até junho deste ano

Compartilhe
, / 1169 0
Em evento promovido pela Universidade de Columbia, discutiram-se os desafios de finalizar a Base Nacional Comum até junho de 2016

A construção da Base Nacional Comum deverá ser finalizada e enviada para o Conselho Nacional de Educação (CNE) até junho deste ano, conforme determina o PNE. Mas será possível construir um documento dessa complexidade em tão pouco tempo? A dúvida foi lançada por Guiomar Namo de Mello, diretora da Escola Brasileira de Professores (Ebrap) em um evento promovido pelo Columbia Global Centers Latin America, da Universidade de Columbia, em parceria com o Teachers College da Universidade de Columbia e a Fundação Lemann. Fazendo uma comparação, a especialista ressaltou que o Common Core, conjunto de padrões de desempenho implantado em diversos estados americanos, foi elaborado depois de cinco anos de discussões. O Brasil terá um ano para cumprir a tarefa, o que justifica o receio de que seu resultado não seja totalmente satisfatório. A necessidade de uma Base Nacional Comum, no entanto, é indiscutível para fixar os conhecimentos e competências que deverão ser trabalhados na Educação Básica, frisou Guiomar. Depois de concluída e aprovada, é provável que o país enfrente outros desafios para implantar a base. O cenário foi vislumbrado depois da apresentação de Susan Fuhrman, presidente do Teachers College. Nos Estados Unidos, a adoção do Common Core tem sido problemática nas escolas, principalmente em função da resistência dos professores para trabalhar com os novos padrões; de interpretações inadequadas dos referidos padrões; e do excesso de críticas quanto ao uso exagerado de testes para avaliar os alunos.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN