Posso perguntar?

Em livros e na internet, Oh! Dúvida Cruel soluciona questões de biologia, história, cultura e outras curiosidades

Compartilhe
, / 1021 0





Alexandre Pavan

Não é o
Show do Milhão

, Sílvio Santos não é o apresentador nem há dinheiro em disputa. O participante, no entanto, tem no passatempo a chance de enriquecer seus conhecimentos sobre os mais variados assuntos. De questões sérias – como o porquê de a obra do pintor Pablo Picasso se chamar
Guernica

– até dúvidas das mais, digamos, inúteis – exemplo: quantos canhotos existem no mundo?




As respostas estão no site
Oh! Dúvida Cruel

. O quadro de Picasso tem esse nome porque Guernica é o nome da primeira cidade bombardeada pelos nazistas durante a Guerra Civil Espanhola. Em 1936, o general Francisco Franco liderou um golpe militar para impedir que a Frente Popular (republicanos, socialistas, comunistas e outros grupos de esquerda) assumisse o poder. O militar espanhol contava com o apoio do governo nazista, que, em 1937, bombardeou Guernica e outras cidades. Foi o ataque mais destruidor pelo qual a Espanha de então já havia passado.




Já o número de canhotos no mundo não é exato. Estima-se que eles sejam 10% da população mundial, mas em algumas profissões essa média pode variar: entre os músicos são 15%, entre os arquitetos, 13%. A questão pode não ser das mais instigantes, mas o site se empenha no tema, acrescentando à resposta uma lista de alguns canhotos famosos da história: Ayrton Senna, Albert Einstein, Ludwig van Beethoven, Bill Gates, entre outros tantos.




A curiosa-mãe, criadora da página, é a artista plástica Priscila Arida, que vive em São Paulo. “Quando criança, eu adorava ler a coleção
Tesouro da Juventude

, que vinha acompanhada do
Livro dos Por quês

“, conta. Há cinco anos, ela resolveu escrever seu próprio livro, cuja idéia inicial era desvendar os nomes das ruas da cidade de São Paulo, explicando quem foi Dr. Arnaldo, Frei Caneca e Brigadeiro Faria Lima.




Nenhuma editora se interessou pelo assunto, mas uma delas sugeriu que Priscila escrevesse um trabalho contendo dúvidas variadas. Assim, foi lançado, em 2000, o título
Oh! Dúvida Cruel

. Em seguida, os leitores começaram a enviar cartas à autora requisitando respostas para outras questões não abordadas no livro. A saída foi criar o site.




A página na internet é capitaneada por Priscila, mas é operada por sua prima, a jornalista Márcia Arida, que dedica três horas diárias à pesquisa. “Freqüento muito arquivo de jornais e bibliotecas. Nossas fontes principais são os livros e evitamos consultar a internet porque as informações, na maioria das vezes, não são confiáveis”, explica Márcia. Ela também recebe auxílio de um irmão, que vive nos EUA e faz pesquisas por lá, e de amigos especialistas em determinadas áreas de conhecimento, como médicos.




A jornalista comenta que a pergunta que mais exigiu dos pesquisadores foi sobre a ponte Golden Gate – por que ela tem esse nome se é de cor alaranjada? “Encontramos várias suposições, como, por exemplo, as que faziam referência à época da corrida do ouro nos EUA. No entanto, a ponte tem esse nome por causa da baía onde está localizada, chamada Golden”, ensina.




Tanta pergunta acabou rendendo um segundo volume em livro,
Oh! Dúvida Cruel 2

(Record, 176 págs., R$ 22,90), e, para este ano, Priscila Arida promete o lançamento de um almanaque, num formato diferente dos títulos anteriores.




O site, que chega a picos de 10 mil acessos diários, terá prosseguimento, com atualizações semanais. O banco de dados já conta com mais de mil respostas. Em tempo: os usuários não podem mandar perguntas. Priscila explica o porquê: “Em primeiro lugar, nossa equipe é pequena e, depois, tem muita gente que nos envia questões muito pessoais, que não nos cabe responder, como, por exemplo, ‘por que tenho costume de roer unhas?’, ou então, ‘por que só gosto de quem não me ama?’.”


Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN