“Jamais parta do princípio de que seu filho nunca foi ou será exposto à pornografia”

Pesquisador americano reforça que diálogo entre pais e filhos ainda é a melhor forma de lidar com o tema da sexualidade — inclusive quando esta envolve a exposição de jovens (e crianças) a conteúdos impróprios