Os impactos da crise espanhola

Em dois anos, a Espanha perdeu 24.248 docentes na educação básica

Compartilhe
, / 837 0

Em dois anos, a Espanha perdeu 24.248 docentes na educação básica, segundo dados divulgados pelo governo. A situação mostra uma precarização da força de trabalho e coincide com a aprovação de um decreto de dezembro de 2011 que congelou as ofertas de emprego na área pública. Em serviços essenciais, como educação e saúde, o governo estabeleceu uma taxa de reposição de apenas 10%, o que significa que para cada dez professores que saem da rede pública (por aposentadoria, inclusive), apenas um é contratado.  De acordo com os sindicatos dos professores, a redução está causando uma sobrecarga nos professores, que estão tendo de cumprir jornadas de trabalho mais longas e dar aulas para um número maior de alunos. Estes também estão sendo prejudicados, uma vez que os docentes estão sem condições de oferecer atenção individualizada a eles.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN