“O que eu curto mesmo é a sala de aula”

Nesse Dia do Professor, conversamos com professores que se consideram realizados na carreira docente. Veja abaixo o relato da professora Marivan Mendez

Compartilhe
, / 1114 0







Gustavo Morita
Marivan Mendez, professora há 20 anos


Minha trajetória começou no Colégio Jardim São Paulo, onde me formei e peguei minha primeira classe. Fiquei lá durante 20 anos, aprendi muito. Na época do magistério, éramos 16 meninas.  Ainda tenho contato com algumas, mas foram poucas que continuaram na carreira docente.


Hoje eu dou aula em duas escolas diferentes, para turmas de 3° e 4° ano do Fundamental I. É cansativo.  As pessoas pensam que é fácil só porque temos duas férias por ano, mas ninguém vê que trabalhamos no feriado, no final de semana. Às vezes eu falo ‘ai meu Deus, não vou agüentar!’. Dá aquele desespero no final da semana. Mas chegar ao final do ano e ver como a turma evoluiu depois de tanto trabalho, vale mais do que qualquer salário. Se eu tivesse que optar por uma ou outra turma, não saberia qual escolher. Tenho um carinho muito grande pelas crianças e pelas escolas.


Eu acho que hoje as meninas recém formadas se decepcionam um pouco. Já foi mais fácil. Hoje é mais complicado porque a gente acaba sendo professora e mãe. O que eu não acho ruim porque tenho três filhos e gosto de passar meus valores, educar.


Eu sou uma pessoa de desafios. Na minha primeira escola, os diretores acreditavam muito em mim. Chegavam a tirar os casos mais difíceis de uma sala e passar para mim. E eu consegui levar.  Às vezes dava medo, mas de repente, no fim, você percebe que dá conta daquilo. É bom ouvir dos colegas que certa sala melhorou muito. Eu sou uma professora à moda antiga. Sou exigente.


Já tive uma escola de educação infantil, mas tive que fechá-la por motivos pessoais.  Foi uma experiência ótima, mas acho que hoje eu não abriria outra escola pelo trabalho e desgaste que é. É muito legal poder fazer as coisas do seu jeito, como funcionário você acaba seguindo as regras da escola. Nem tudo é como você pensa. Mas o que eu curto mesmo é a sala de aula.

Marivan Mendez, professora polivante do 3° e 4° ano do Ensino Fundamental I, na Escola Trilha e no Colégio Delta

+ Leia todos os depoimentos do Especial Dia do Professor:

Adjalma Rodrigues

Ligia Bartolomucci

Marivan Mendez

Veronice Leal

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN