No limite da percepção

Tomie Ohtake, que em 2013 completou 100 anos de vida, é um dos nomes mais importantes do abstracionismo no Brasil. Sua série de pinturas …

Compartilhe
, / 1134 0





Tomie Ohtake, que em 2013 completou 100 anos de vida, é um dos nomes mais importantes do abstracionismo no Brasil. Sua série de pinturas produzida de olhos vendados é uma das mais celebradas em sua carreira, tanto pela beleza das obras, como pela ousadia da técnica. Pela importância histórica do trabalho, o Museu de Arte do Rio (MAR) organizou a exposição Pinturas Cegas, com curadoria de Paulo Herkenhoff. Pertencentes a instituições e colecionadores privados, as telas – 24 no total, produzidas entre 1959 e 1962 – têm uma qualidade ímpar e uma forte carga poética. A experiência no museu torna-se ainda mais tocante quando lembramos que as cores, luzes e sombras ali presentes nasceram da escuridão.


Pinturas cegas
Até 2 de fevereiro de 2014
Museu de Arte do Rio (MAR)
Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária
Terça a domingo, 10h às 18h
Ingressos: R$ 8 e R$4 para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos.
Às terças-feiras, a entrada é gratuita para todos os públicos
Informações: www.museudeartedorio.org.br e (21) 2203-1235 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN