Museu de Artes e Ofícios é inaugurado em Belo Horizonte (MG)

Instituição mostra as origens e histórias das profissões no mundo

Compartilhe
, / 1023 0





 







Belo Horizonte acaba de ganhar o Museu de Artes e Ofícios, um patrimônio dedicado


à exposição de tecnologias de produção na era pré-industrial: as atividades, artes e ofícios que deram origem a muitas das profissões contemporâneas. A instituição foi inaugurada nesta quarta-feira, 14 de dezembro.






 






“Ao percorrer o Museu, o visitante terá um amplo painel da história e das relações sociais do trabalho no Brasil, nos últimos dois séculos”, diz a empreendedora cultural Angela Gutierrez. Ela doou as 2.200 peças e documentos do museu, que datam dos séculos XVIII ao XX, colecionados durante três décadas.







 







A iniciativa, do Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), já recebeu aproximadamente 18 milhões de reais em investimentos. Entre as principais profissões estudadas estão a do açougueiro, alambiqueiro, barbeiro, carpinteiro, comerciante, cozinheiro, dentista, fundidor, funileiro, minerador, oleiro, ourives, tecelão, e outras várias especializações.






 






O espaço será aberto ao público em
10 de janeiro de 2006

, e funcionará de 12 às 19hs nas terças, quintas e sextas-feiras, de 12 às 21hs nas quartas e de 11 às 17hs nos sábados e domingos.






 






Os ingressos custam de R$ 2 a R$ 4. Escolas Públicas e ONGs entram gratuitamente, desde que com agendamento. Escolas particulares pagam meia entrada, também com agendamento. Nos sábados, a

entrada é franca para todos.









 







O museu está localizado na Estação Central de Belo Horizonte, que fica na Praça Rui Barbosa, s/n, Centro. O telefone da entidade é (31) 3248-8600.






 






 






(Fonte: Texto Intermídia)




Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN