Memória dos imigrantes judeus

Memorial da Imigração Judaica no Brasil, primeiro do país, expõe vestimentas, documentos e livros que pertenceram a imigrantes judeus de diversas nações

Compartilhe
, / 300 0
Divulgação
Imagens de famílias imigrantes permitem reconhecimento de antepassados

Lançado recentemente na cidade de São Paulo, o Memorial da Imigração Judaica no Brasil, primeiro do país, expõe vestimentas, documentos e livros que pertenceram a imigrantes judeus de diversas nações, como Lituânia, Rússia e Polônia.

As instalações ficam na sinagoga Kehilat Israel, fundada em 1912, que é a mais antiga do estado. O espaço abriga também um centro de documentação e pesquisa, com arquivos sobre a história dos judeus em São Paulo.

Destacam-se entre os objetos expostos o livro Diálogos de amor, escrito em 1580 por Leon Yuda Abravanel, antepassado do apresentador de TV Silvio Santos, e o Diário de viagem de Henrique Sam Mindlin, da família Mindlin, do bibliófilo José Mindlin.

Memorial da Imigração Judaica 

Sinagoga Kehilat Israel
Rua da Graça, 160, Bom Retiro, São Paulo/SP
De segunda a sexta-feira, das 10h às 17h
Entrada franca
Grupos de escolas precisam fazer agendamento prévio para visitação
Informações: memij.org.br / (11) 3331-4507

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN