MEC quer estimular criatividade na educação básica

Ministério criou grupo de trabalho para conhecer iniciativas e estabelecer políticas para educação inovadora

Compartilhe
, / 1054 0

EMEF Campos Salles, localizada no bairro de Heliópolis, em São Paulo, pratica educação sem muros dividindo as salas de aula (Foto: Gustavo Morita)

O Ministério da Educação (MEC) deu início a um grupo de trabalho (GT) com o intuito de criar programas para uma educação criativa e inovadora na rede pública do país. Além de membros do MEC, foram convidados participantes de instituições do setor e acadêmicos que estudam sobre o assunto. Eles serão responsáveis por orientar a Iniciativa para Inovação e Criatividade na Educação Básica do ministério. 

O primeiro passo será compilar as iniciativas de educação inovadora que já existem nas escolas do país. Isto será feito por meio de uma chamada pública prevista para setembro. Por meio dela, os educadores que já praticam projetos criativos poderão compartilhar suas ideias. As escolas também deverão apresentar, além das experiências no campo da gestão escolar, a forma como a experiência se adequou ao currículo e ao ambiente físico.

O intuito é que a partir do ano que vem o GT comece a implementar políticas e programas que fortaleçam essas experiências e definam diretrizes para as políticas educacionais brasileiras.

O grupo possuirá três atribuições principais: monitorar o desenvolvimento da iniciativa para inovação e criatividade na educação básica; ratificar documentos de referência sobre inovação e criatividade e, por fim, organizar grupos de trabalhos regionais. São integrantes do GT seis integrantes do MEC e dez lideranças educacionais. Confira:

– Marcio Meira, assessor especial do Ministro da Educação
– Ítalo Modesto, representante da Secretaria de Educação Básica (SEB)
– Cláudia Guimarães, representante da Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi)
– Natacha Costa, diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz, organização que operacionaliza o Centro de Referências em Educação Integral
– José Pacheco, idealizador do Projeto ncora
– Lucineide Pinheiro, professora da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
– Glauce Gouveia, articuladora do Comitê de Educação Integral de Pernambuco junto à Fundação Joaquim Nabuco
– Claudia Sant’anna, designer da Ecohabitare Projetos e Gaia Escola
– Silvana Vitorassi, gerente do departamento de proteção ambiental da Itaipu Binacional
– Sueli de Lima, coordenadora da Casa da Arte de Educar e professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)
– Maria Antonia Goulart, coordenadora geral do Movimento de Ação e Inovação Social (Mais)
– Lucia Alvarez, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
– Anna Penido, diretora do Instituto Inpirare
– Suzana Veríssimo, assessora do Gabinete do Ministro da Educação
– Karla Monteiro, assessora do Gabinete do Ministro da Educação

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN