Marcas que ficam

Em sua quinta edição, o Prêmio Top Educação cresce junto ao mercado de produtos e serviços educacionais e reconhece as 21 marcas mais lembradas do segmento

Compartilhe
, / 1064 0

A sobrevivência de micro e pequenas empresas passa, como mostram pesquisas sobre o tema, por um período crítico. Ele vai de sua fundação até os dois primeiros anos de vida, percurso em que metade delas costuma fechar as portas. Até o quarto ano, 60% deixam de existir. Com os prêmios, a trajetória não é muito diversa, apesar de os motivos, tantos os que levam à mortalidade como à prosperidade, serem diferentes. No caso destes últimos, o que mais importa é a relevância em relação ao setor ao qual se destinam e o grau de reconhecimento que proporcionam aos premiados.

Ao chegar à sua quinta edição, o Prêmio Top Educação dá mostras de ter superado os anos iniciais de incertezas e de se estar consolidando como uma ação de referência no meio educacional. É o que atestam os 210 mil votos da edição deste ano, que escolheram suas marcas favoritas no setor em votação via internet, número cerca de 5% superior ao da quarta edição, o que consolida a iniciativa como uma das premiações com maior participação espontânea do setor no Brasil.

Os internautas escolheram suas empresas preferidas do mercado de educação em 21 categorias, dos sistemas de ensino aos móveis escolares, passando pelos editores de livros didáticos e paradidáticos. Entre os vencedores, predominam marcas que já foram eleitas em outros anos como Saraiva, Dell, Microsoft, por exemplo, e novidades como o Yázigi, que ganhou na categoria "Intercâmbio Cultural". A relação completa de categorias e ganhadores está nas próximas páginas desta edição.

Edimilson Cardial, fundador e presidente da Editora Segmento, primeira a focar publicações que tratavam especificamente de educação, lembra que, nos 16 anos de empresa, observou o tema se tornar a maior agenda política nacional. "Hoje, há uma consciência de que a educação é o caminho para o país tirar o seu atraso. Nesse período, mudou de forma absolutamente radical a maneira como se prioriza a educação", afirma. Quando a revista Educação foi lançada, em 1997, o tema ainda não era prioritário. "Detectamos a oportunidade de fazer uma revista para um mercado que tinha tudo para  crescer, em função das demandas do país. Dali para cá, só vimos isso se confirmar e hoje observamos que o maior desafio do Brasil para os próximos 15 anos é dar um salto na qualidade da educação. Premiar os melhores é uma forma de estimular esse movimento."

Um indicador para a elevação dessa qualidade da oferta educacional é a percepção em relação às empresas que trabalham com serviços e produtos para o setor. As premiações ajudam a consolidar essa percepção, quando positiva.

"São um excelente estímulo ao crescimento da educação na medida em que reconhecem quem trabalha no setor e prestam um ótimo serviço de informação para as pessoas escolherem de quem comprar", observa Ryon Braga, da consultoria Hoper Educacional. As marcas de empresas do setor estão diretamente relacionadas à qualidade da educação, porque as mais lembradas pelo consumidor, como é o caso das vencedoras do prêmio, sofrem a pressão para oferecer cada vez mais produtos e serviços melhores visando manter seu público. Ao mesmo tempo, os demais negócios investem para melhorar seu desempenho e competir com as "tops". Como resultado, produtos e serviços de melhor qualidade pressionam igualmente pela melhoria da qualidade do ensino. "Uma marca é lembrada por dois atributos: a qualidade do serviço prestado e os valores agregados, os diferenciais que ela possui. Ou seja, uma marca é lembrada quando tem uma qualidade acima da média daquilo que se espera dela", explica Braga.

Para a especialista em marketing para empresas de educação Luciane Chiodi, presidente da consultoria ABC Branding, a marca no setor da educação é um elemento fundamental para garantir a qualidade dos produtos e serviços, porque a instituição precisa firmar um compromisso com seu público. "A marca é uma promessa. Então a empresa tem de entregar aquilo que se propõe a fazer, um produto de qualidade para, como consequência, ficar com uma boa imagem no mercado", afirma.


Universo em expansão


Apesar de ainda lutar contra inúmeros desafios, a educação recebe cada vez mais investimentos no Brasil, tornando-se mais profissionalizada e aberta ao capital financeiro – goste-se ou não disso. Romualdo Portela de Oliveira, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (Feusp), mostra, em artigo apresentado na reunião anual de 2009 da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped), que em 2007 foram feitas 19 aquisições e, em 2008, 41 (de janeiro a setembro), o que movimentou um mercado de bilhões de reais. Após queda em 2009, como consequência da crise financeira mundial, o mercado educacional voltou a ficar fortemente aquecido em 2010, com a venda do Sistema Anglo de Ensino à Abril Educacional,  do Sistema COC à britânica Pearson Education e do curso Universitário para o fundo de investimentos americano Buffalo.

Oliveira observa, ainda, que dados de dezembro de 2008 estimam que o ensino privado movimentou R$ 90 bilhões naquele ano, o equivalente a aproximadamente 3% do PIB da época. Em comparação aos R$ 10 bilhões movimentados em 2001, o crescimento é bastante significativo.

A evolução do mercado educacional é visível e só tende a acelerar-se nos próximos anos. "Se levarmos em conta que até 2007 não tínhamos nenhuma instituição de ensino com ações na bolsa e que hoje é crescente o investimento público na educação, assistimos à reversão de uma curva, porque ficamos praticamente dez anos sem aumentar os gastos em educação e agora a tendência é que isso entre na agenda. Hoje temos diversas pessoas diagnosticando o desenvolvimento desse mercado de educação como um entrave importante a ser solucionado para desenvolver o país", aponta Oliveira.

Os maiores avanços no setor nas últimas duas décadas ocorreram na universalização do ensino fundamental e na inclusão das classes sociais C e D no ensino superior. Essa expansão não foi importante apenas para aumentar o acesso à educação, mas pelo maior nível de demanda aos prestadores de serviço. Com um novo mercado consolidado, o próximo passo é fazer com que a qualidade dos serviços – privados e públicos – se generalize para que a educação passe a dar as respostas de que o país precisa. Como em outros setores, é de esperar que haja uma depuração natural. Restará quem atender às expectativas da sociedade. E aqueles que, ao mesmo tempo, tiverem marcas fortes.
Confira nas próximas páginas os finalistas e ganhadores do Top Educação 2010.

CATEGORIAS E VENCEDORES


1


Sistema de Ensino

Fornecedores de material didático e serviços para escolas da rede privada


Nome da empresa:

Editora Positivo


Percentual de votos no segmento

: 54,8%


Data de fundação:

1979


Número de funcionários e unidades:

550 colaboradores (apenas na unidade principal)


As 3 tops do segmento:

UNO, Positivo e Objetivo


Foco de atuação:

Desenvolver tecnologias de ensino e conteúdo educacional para a área escolar, com vistas ao crescimento

humano e à construção de um futuro melhor para o país por meio da educação.


Estratégia:

Criar um posicionamento de valor único no mercado educacional por meio de diferenciais competitivos e com base na qualidade dos produtos e serviços, promovendo o crescimento e desenvolvimento
da Editora Positivo e de suas escolas conveniadas.


"Mais uma vez, a comunidade escolar confirma e reconhece a qualidade do trabalho que desenvolvemos nesses 31 anos de atuação na área educacional. Isso nos dá condições de atuar como um porto seguro para nossos clientes, em um momento de grandes mudanças no setor."


Ruben Formighieri –



diretor-superintendente da Editora
Positivo


2


Sistema de Ensino para Rede Pública

Fornecedores de material didático e serviços para redes públicas de ensino


Nome da empresa:

Editora FTD


Percentual de votos no segmento

:46,3%


Data de fundação:

1902 (Sistema
de Ensino FTD – 2007)


Número de funcionários e unidades:

Cerca de 1.600 da FTD e 200 do Sistema de Ensino FTD


As 3 tops do segmento:

FTD,
UNO e Positivo


Foco de atuação:

Atender às necessidades tanto das escolas particulares como de prefeituras.


Estratégia:

Mais que uma ferramenta, um diferencial.


"Sentimo-nos privilegiados por pertencer a este seleto grupo de editoras que mais uma vez têm o seu trabalho reconhecido. Para nós, uma empresa jovem, tem um sabor ainda mais especial."



Marcos Teramoto –



supervisor comercial nacional da FTD.



3

-Escola de Idiomas

Instituições dedicadas ao ensino de línguas estrangeiras


Nome da empresa:

CCAA


Percentual de votos no segmento

: 49,1%


Data de fundação:

1961


Número de funcionários e unidades:

Aproximadamente 800 franquias no Brasil, sede com 600 funcionários. Total: 6 mil pessoas


As 3 tops do segmento:

CCAA,
Fisk e CNA


Foco de atuação:

Ensino de idiomas


Estratégia:

Nossa estratégia é oferecer um curso de idiomas voltado para os jovens.


"Este prêmio é o reconhecimento da nossa qualidade e do trabalho que desenvolvemos. É um mercado tão segmentado e com tantos cursos de pequeno porte que essa premiação só vem reforçar que o CCAA, através do seu método exclusivo, se
mantém entre os íderes
desse mercado tão amplo."


Adolfo Souza –


diretor de marketing do Grupo CCAA



4


Editora de
Livro Didático
para o Ensino
Fundamental

Empresas voltadas à produção de livros didáticos do ensino fundamental (1ª a 8ª série)


Nome da empresa:

Editora Moderna


Percentual de votos no segmento

: 37,5%


Data de fundação:

1968


Número de funcionários e unidades:

Número de funcionários e unidades: Em torno de 500 funcionários, 7 filiais e distribuidores


As 3 tops do segmento:

Ática, Moderna e FTD


Foco de atuação:

Produção de conteúdo educacional.


Estratégia:

Pense. Inove. Faça.


"O prêmio Top Educação é um reconhecimento ao conteúdo de qualidade que produzimos, que auxilia no aprendizado dos estudantes e contribui para os professores atingirem
seus objetivos de ensino. Procuramos inovar sem abrir
mão da experiência dos
bons educadores."


Miguel Thompson –

diretor de marketing da Editora Moderna



5


Editora de Livros
Paradidáticos e
Infanto-Juvenis

Empresas voltadas à produção de livros paradidáticos e/ou

infanto-juvenis


Nome da empresa:

Editora Saraiva


Percentual de votos no segmento
de livro didático para o ensino médio:

44,6%


Percentual de votos no segmento de
livro paradidáticos e infanto-juvenis:

39,3%


Data de fundação:

1914


Número de funcionários e unidades:

Cerca de 1.000 colaboradores. Possui 13 filiais com equipes de divulgação e vendas e 15 revendedores exclusivos


As 3 tops do segmento:

Ática, Moderna e Saraiva


Foco de atuação:

Produz e comercializa conteúdo com foco de atuação em livros educacionais, do ensino infantil à universidade.


Estratégia:

Nossa missão é formatar, publicar e comercializar conteúdo destinado à educação, formação e aperfeiçoamento profissional, utilizando toda e qualquer mídia disponível para tal.


"Recebemos com orgulho a notícia dos dois prêmios que destacaram nossa marca. Eles simbolizam o reconhecimento dos nossos esforços para atender um mercado educacional cada vez mais competitivo e exigente. Apoiamos plenamente esta iniciativa da revista Educação."



José Luiz Próspero –


presidente da Editora Saraiva



6


Livraria

Comércio de livros


Nome da empresa:

Livraria Saraiva


Percentual de votos no segmento

: 63%


Data de fundação:

1914


Número de funcionários e unidades:

Rede de 102 lojas em 16 estados brasileiros


As 3 tops do segmento:

Livrarias Cultura, Nobel e Saraiva


Foco de atuação:

Rede nacional de livrarias com operação em lojas físicas e um site de e-commerce – www.saraiva.com.br.


Estratégia:


Contar com um acervo completo e de qualidade. Oferecer um atendimento diferenciado aos seus clientes e serviços que agreguem valor à marca.


"Apostamos em um acervo que englobe todas as possibilidades de entretenimento e acesso à informação. Esse prêmio é a prova de que estamos no caminho certo e sabemos nos diferenciar da concorrência."


Marcílio D’Amico Pousada –


diretor-presidente da Livraria Saraiv



7


– Editora de Livro
Didático para
o Ensino Médio

Empresas voltadas à produção de livros didáticos do ensino médio (1º ao 3º ano)


Editora Saraiva




8

– Fabricante de
Computadores

Nome da empresa:

Dell


Percentual de votos no segmento

: 43,6%


Data de fundação:

1999 (Brasil)


Número de funcionários e unidades:

No Brasil: uma fábrica, uma sede, um Centro de Desenvolvimento de Software e Serviços e um escritório


As 3 tops do segmento:

Dell,
HP e Positivo


Foco de atuação:

Oferecer soluções de tecnologia que permitam que pessoas cresçam e prosperem.


Estratégia:

Investir em produtos e serviços de qualidade que simplifiquem o uso da tecnologia para os clientes, sejam eles corporativos ou finais.


"A Dell está feliz e orgulhosa por receber, pela terceira vez, o prêmio Top Educação. Temos como objetivo proporcionar aos estudantes um ambiente de ensino alinhado à realidade do século 21 e à era digital, além de tornar o ensino e a aprendizagem mais prazerosos e efetivos."


Ricardo Menezes –



Diretor da Dell no Brasil para Educação, Saúde e Governo




9

– Portal Educacional

Site com informações, fóruns e destaques ligados exclusivamente à educação


Nome da empresa:

Ministério da Educação (MEC)


Percentual de votos no segmento:

82,5%


As 3 tops do segmento:

MEC, Objetivo e Positivo



10


Sistema de Gestão Escolar

Fabricante de programas (softwares) de soluções integradas para escolas e universidades


Nome da empresa:

Microsoft


Percentual de votos no segmento
empresa de tecnologia:

71,9%

Percentual de votos no segmento
Sistema de Gestão Escolar

: 82,7%


Data de fundação:

1975 no mundo e 1989 no Brasil


Número de funcionários e unidades:

109 subsidiárias no mundo e 13 escritórios regionais em todo o país. No Brasil, a empresa emprega 575 funcionários As 3 tops do segmento empresa de tecnologia: AIX, Microsoft e Positivo Informática

As 3 tops do segmento Sistema de
Gestão Escolar:

Gvdasa,

Microsoft e AIX


Foco de atuação:

Fornecimento de software, serviços e soluções em tecnologia da informação


Estratégia:

Gerar oportunidades diretas na área de tecnologia com produtos e serviços que ajudam empresas e pessoas a alcançar seu potencial pleno.


"O Top Educação 2010 destaca e apoia empresas como a Microsoft, que incentivam alunos e professores a utilizar a tecnologia no processo educacional e as reconhece pela sua preocupação com o futuro e pela aposta na educação do país."



Emílio Munaro –


diretor de Educação da Microsoft Brasil



11



Empresa de Tecnologia

Empresas que desenvolvem tecnologia para o

setor de educação


Microsoft



12


 Instituição de Ensino de EAD – Educação

a Distância

Instituições dedicadas ao ensino a distância (via internet, via
redes de TV etc.)


Nome da empresa:

Grupo Educacional Uninter


Percentual de votos no segmento
instituição de ensino de pós-
graduação:

57,1%

Percentual de votos no segmento
instituição de ensino de EAD:

65,9%


Data de fundação:

1996


Número de funcionários e unidades:

Mais de mil funcionários com inúmeras unidades na cidade
de Curitiba


As 3 tops do segmento instituição
de ensino de pós-graduação:

FGV, Uninter e USP


As 3 tops do segmento instituição de ensino de EAD:

Metodista, Unip e Uninter


Foco de atuação:

Atuamos com cursos de pós-graduação, extensão e capacitação buscando excelência na prestação de nossos serviços.

Estratégia:
Criatividade e inovação são os nossos diferenciais.


"O Prêmio Top Educação representa o reconhecimento do trabalho competente de uma equipe inteira que se dedica a levar conhecimento e uma educação de qualidade para todo o país."



Shiderlene Almeida –


pró-diretora de
Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão-IBPEX



13


Instituição
de ensino de Pós-Graduação

Instituições com cursos de especialização e pesquisa acadêmica na área de educação (pós-graduação lato sensu e estrito sensu, MBA etc.)



14


Turismo Educacional

Empresas que promovem passeios organizados para estudantes a museus, parques,
estudos de meio etc.


Nome da empresa:

Sesc São Paulo


Percentual de votos no segmento:

71,9%


Data de fundação:

1946


Número de funcionários e unidades:

4.262 funcionários e 32 unidades no Estado de São Paulo


As 3 tops do segmento:

Museu da Língua, Quíron e Sesc


Foco de atuação:

Projetos culturais e educativos que visem a inovação e a transformação social


Estratégia:

Atuar no campo da cultura e suas diferentes manifestações, destinadas a todos os públicos, em diversas faixas etárias e estratos sociais.



15


Acampamentos

Empresas responsáveis por acampamentos para crianças e jovens em idade escolar


Nome da empresa:

NR Acampamentos


Percentual de votos no segmento:

43,2%


Data de fundação:

1953


Número de funcionários e unidades:

240 funcionários distribuídos entre duas unidades operacionais


As 3 tops do segmento:

Carroção,
NR Acampamentos e Peraltas


Foco de atuação:

Educar e formar pessoas com prazer e responsabilidade, por meio da atividade de acampamentos educativos


Estratégia:

Ser a maior referência nacional de acampamentos em educação e formação, onde
as pessoas tenham orgulho
e prazer de trabalhar


"O Premio Top Educação é de grande importância por significar o reconhecimento dos nossos clientes quanto à qualidade dos programas e atendimento realizados pelo NR Acampamentos."



Marco Antônio Vívolo –



diretor da NR Acampamentos



16


Intercâmbio Cultural

Agências que promovem intercâmbio de estudantes para outros países


Nome da empresa:

Yázigi Travel


Percentual de votos no segmento:

47,5%


Data de fundação:

2002


Número de funcionários e unidades:

Atendem nos 400 centros educacionais do Yázigi


As 3 tops do segmento:

Central de Intercâmbio (CI), Experimento e Yázigi Travel


Foco de atuação:

Prestar serviços em educação internacional, com intercâmbios e programas para todas as faixas etárias


Estratégia:

Oferecer programas de educação no exterior nos mais diversos países, idiomas e com a melhor qualidade do mercado.


"Receber o prêmio da
revista Educação através do
voto de seus leitores consolida um trabalho sério realizado
junto à rede de Idiomas
Yázigi Internexus, trazendo inovação e qualidade. Promover educação, no Brasil ou nas dezenas de países que
colhem nossos estudantes,
para aprimoramento de
habilidades ou aprendizado
de idiomas, é uma missão."



Maura Leão –



diretora-sócia Yázigi Travel



17


Merenda Escolar / Refeições Coletivas


Empresas responsáveis pela produção e/ou distribuição de merendas e refeições em escolas privadas e/ou públicas<


Nome da empresa:

Coan


Percentual de votos no segmento:

73,3%


Data de fundação:

1980


Número de funcionários e unidades:

11 mil funcionários em doze unidades (uma matriz, um centro de abastecimento e dez unidades de abastecimento)


As 3 tops do segmento:

Coan, Nutriplus e Risotolândia.
Foco de atuação: Soluções para o fornecimento de alimentação de qualidade

Estratégia: Oferecer alimentação saudável, com produtos e serviços
de qualidad

e, buscando excelência operacional e de mercado.


"O Top Educação é o reconhecimento desejado por todos aqueles que dão atenção especial ao desenvolvimento de crianças e jovens brasileiros. Sentimo-nos honrados por receber esta distinção tão importante para o mercado educacional."



Marcelo Melo –


diretor administrativo e fnanceiro da Coan



18

– 
Equipamentos para Laboratórios

Fabricantes de materiais e equipamentos para serem usados em laboratórios de
escolas e
universidades


Nome da empresa:

Positivo Informática


Percentual de votos no segmento:

57,3%


Data de fundação:

1989


Número de funcionários e unidades:

Cerca de 5,8 mil colaboradores, 400 na divisão de
Tecnologia Educacional


As 3 tops do segmento:

ABC Lab, Positivo e Sangari


Foco de atuação:

Ensino
particular, ensino público, varejo, exportação e corporativo


Estratégia:

Ampliação do mercado de software e portais educacionais brasileiros, a partir da constatação do crescimento da inclusão digital e de investimentos na melhoria da educação nas escolas públicas.


"A divisão de Tecnologia Educacional da Positivo informática reconhece a importância do prêmio Top Educação que, há cinco anos,
visa prestigiar e reconhecer empresas do segmento educacional em todo o Brasil."


Cristiane Hayashi –


comunicação e marketing institucional da Divisão de Tecnologia Educacional



19


Móveis Escolares

Fabricantes de móveis para escola como carteiras, cadeiras etc.


Nome da empresa:

Desk Móveis Escolares e Produtos de Plástico


Percentual de votos no segmento:

68%


As 3 tops do segmento:

Desk,
Metadil e Cequipel



20


Fabricante de Material Escolar

Fabricantes de materiais escolares, como cadernos, canetas, mapas, réguas etc.


Nome da empresa:

Faber-Castell


Percentual de votos no segmento:

69,5%


Data de fundação:

1761


Número de funcionários e unidades:

2.814 colaboradores no Brasil em três unidades e 7 mil funcionários em todo o mundo, em 15 unidades


As 3 tops do segmento:

Bic, Faber-Castell e Tilibra.


Foco de atuação:

Mais de 2 mil
itens produzidos, desde os produtos escolares até a linha Premium, com instrumentos

de escrita sofisticados


Estratégia:

Inovação e o despertar da criatividade, buscando sempre produtos de alta qualidade que possam colaborar com o desenvolvimento de cada indivíduo.


"O Prêmio Top Educação representa o reconhecimento pela dedicação de todos os colaboradores por cada ação e produto desenvolvido. Recebê-lo mostra que os nossos esforços contribuem para a educação."



Elaine Mandado –


Gerente de Marketing Faber-Castell



21


Ação Social

Ações realizadas em escolas ou comunidades, por ONGs, fundações e institutos empresariais ou indivíduos


Nome da empresa:

Amigos da Escola
Percentual de votos no segmento: 61,5%


Data de fundação:

1999


Número de funcionários e unidades

: Além da coordenação nacional, o projeto conta com 40 núcleos regionais e mais de 100 funcionários e 47,5 mil voluntários


As 3 tops do segmento:

Alfasol, Amigos da Escola e Fazendo Renda.


Foco de atuação:

Estimular o envolvimento de docentes, alunos, familiares e comunidade no fortalecimento da educação e da escola pública de Educação Básica


Estratégia:

Mobilizar a sociedade, por meio da comunicação, para a melhoria da qualidade da Educação Básica.


"Receber este reconhecimento
nos motiva ainda mais a trabalhar pela causa, valorizando a educação e promovendo a integração escolas-famílias-comunidade."


Luis Erlanger –




diretor da Central Globo de
Comunicação / Rede Globo

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN