Instituto Moreira Salles (IMS) expõe obras de alemão que fez levantamento da flora brasileira

Em comemoração aos 200 anos da chegada da missão austríaca no Brasil, IMS exibe trabalho do botânico Philipp von Martius, que sugeriu a divisão do país em função dos cinco biomas que identificou – cerrado, caatinga, Mata Atlântica, selva amazônica e pampa

Compartilhe
, / 1244 0
As árvores que nasceram antes de Cristo na floresta às margens do Rio Amazonas, c.1840 Carl Friedrich Philipp von Martius  Litografia em preto e sépia sobre papel

As árvores que nasceram antes de Cristo na floresta às margens do Rio Amazonas, c.1840. Carl Friedrich Philipp von Martius. Litografia em preto e sépia sobre papel

Pródigo em expedições de naturalistas mundo afora, o século 19 legou um variado conhecimento sobre o Brasil. Parte dele é fruto do trabalho do professor de botânica da Universidade de Berlim e diretor do Jardim Botânico de Munique, Philipp von Martius (1794-1868), que integrou uma missão austríaca que passou três anos no Brasil, proporcionando o primeiro olhar mais sistemático sobre os biomas nacionais.

Parte do resultado de sua expedição pode ser vista em O mapa de Von Martius ou Como escrever a história natural do Brasil, exposição que o Instituto Moreira Salles (IMS), traz, no Rio de Janeiro, até meados de abril. A curadoria é da historiadora Iris Kantor (USP), em conjunto com a coordenadora de iconografia do IMS, Julia Kovenski.
A partir de um pormenorizado levantamento da flora brasileira, o botânico sugeriu uma divisão do país em função de cada um dos cinco biomas que identificou: cerrado, caatinga, Mata Atlântica, selva amazônica e pampa. O resultado desse levantamento é um extenso material, do qual uma parte expressiva é agora exposta pelo Instituto Moreira Salles em sua sede carioca.

São cerca de 50 litografias de paisagens, mapas e estampas, que fazem parte das mais de 200 obras do alemão que estão no acervo iconográfico do IMS. Ao lado de outros conhecidos expedicionários como Rugendas e Langsdorff, Von Martius ajudou a construir a identidade visual brasileira.

O mapa de Von Martius ou Como escrever a história natural do Brasil

Curadoria: Julia Kovensky e Iris Kantor
Visitação: de 4 de fevereiro a 16 de abril
De terça a domingo, das 11h às 20h
Entrada franca – Classificação livre
Instituto Moreira Salles – Rio de Janeiro
Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – Tel.: (21) 3284-7400

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN