Inscritos em Enem para detentos e menores infratores crescem 19%

Número saltou de 38,1 para 45,5 mil participantes desde o ano passado e quase dobrou em relação a 2012

Compartilhe
, / 291 0

Este ano, 45,5 mil pessoas privadas de liberdade e no cumprimento de medidas socioeducativas farão o Exame Nacional do Ensino Médio. Para elas, a prova será aplicada em 1º e 2 de dezembro. O número representa um aumento de 19% em relação ao ano passado (quando se inscreveram 38,1 mil) e de quase 100% em relação a 2012. Naquele ano, foram inscritos 23,6 mil detentos e internos.

O chamado Enem PPL terá o mesmo nível de dificuldade da prova aplicada para os estudantes em liberdade no último fim de semana em outubro. Sua nota também pode ser usada para obter o certificado de conclusão do ensino médio e ingresso em universidades.

Na modalidade, quem inscreve os estudantes são os responsáveis pedagógicos da unidades prisionais e socioeducativos. Quando os resultados saírem, eles também são responsáveis por divulgá-los aos os internos e detentos e inscrevê-los nos processo seletivos.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN