O que cada um deve fazer para que as crianças leiam

Comunidade Educativa CEDAC e a FTD Educação firmam parceria e garantem direito à literatura na educação infantil

Compartilhe
, / 0

A Comunidade Educativa CEDAC e a FTD Educação lançaram recentemente o livro Pequenos Leitores – Um projeto de formação de educadores para a garantia do direito à literatura desde a primeira infância. Nele, a dupla de parceiros exibe, para gestores e profissionais de educação, formadores de professores e interessados no tema, uma radiografia detalhada da história e do funcionamento do projeto Pequenos Leitores nos cinco municípios envolvidos do início, em 2013, até agora: os paulistas Itatinga, Pratânia, Ferraz de Vasconcelos, Lagoinha e Mongaguá.

Um dos trechos mais interessantes e úteis do trabalho é o que revela as competências de cada um dos quatro entes mobilizados pelo projeto nas cidades (secretarias municipais de educação, diretores das escolas, seus coor­denadores pedagógicos e professores), as obrigações divididas por esses atores e também as tarefas a serem assumidas pelas famílias das crianças de três a cinco anos e as comunidades das escolas. Confira:

Competências da secretaria  municipal de educação

Apoiar e garantir institucionalmente a leitura literária nas escolas de educação infantil da rede municipal.

Acompanhar o planejamento e as ações de formação dos profissionais da rede para aprimoramento da leitura para as crianças.

Assegurar a ampliação e qualificar o acervo das escolas.

Competências da diretoria da escola

Acompanhar e assegurar institucionalmente a leitura literária e as ações de leitura na escola.

Promover a melhoria do espaço escolar para assegurar as condições institucionais de acesso, dos profes­sores, crianças e da comunidade em geral aos livros.

Assegurar as condições institucionais para a forma­ção em contexto de trabalho que impactam a formação do leitor.

Competências da coordenadoria pedagógica da escola

Garantir a realização da leitura nas salas de aula e na escola, considerando a diversidade, continuidade e progressão das experiências leitoras.

Apoiar os professores na qualificação das situações de leitura realizadas para as crianças.

Competências do professor

Realizar a leitura literária com regularidade.

Qualificar a mediação, ampliando as possibilidades de interação e construção de sentidos sobre o livro e a leitura.

Reconhecer a intencionalidade da leitura para as aprendizagens das crianças como leitoras.

Competências compartilhadas entre os quatro atores

Ampliar suas experiências estéticas literárias pa­ra propiciar mediações de leitura qualificadas para
as crianças.

Promover ações para o incentivo à leitura para a constituição de uma comunidade de leitores na escola, envolvendo equipe interna, famílias e comunidade do entorno.

Produzir e organizar a documentação oficial para garantia da manutenção e consolidação das ações de leitu­ra literária na EI, de acordo com as concepções de leitura, literatura, mediação e formação de leitores.

Competências das famílias e da comunidade

Participar das ações institucionais de leitura literária na escola.

Acompanhar os projetos de leitura literária da sala de aula e da escola.

Incentivar práticas de leitura literária em casa e em outros contextos fora da escola.

incentivo crianças lerem

Trabalho de campo em Mongaguá (foto: divulgação)

Leia também:

O poder do yoga e da meditação no ambiente escolar

Trajetória de anciãs indígenas é tema de livro escrito também por indígenas

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN