Governo pretende aumentar piso salarial nacional de professores para R$ 1 mil

Medida depende da aprovação do Fundeb, que tramita no Congresso

Compartilhe
, / 1092 0



A pedido do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), avalia a possibilidade de aumentar o piso salarial nacional dos professores para mil reais.



 




A mudança, porém, depende da aprovação da proposta do Fundo da Educação Básica (Fundeb), que tramita no Congresso Nacional e prevê a liberação de dinheiro para investimentos na área. Segundo o secretário-executivo adjunto, Ronaldo Teixeira, “a votação do Fundeb é premissa para esse debate. No momento em que tivermos assegurado o novo fundo, teremos a destinação de 60% dos recursos para a valorização salarial dos professores”.




 




A comissão especial da Câmara dos Deputados que debate o Fundeb espera estudar a proposta de aumento salarial e colocá-la em votação até 30 de novembro, para que o Senado faça sua apreciação durante o mês de dezembro, antes do final do ano.




 




 



(Fonte: MEC)




Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN