Gilberto Dimenstein

diretor pedagógico da Cidade Escola Aprendiz

Compartilhe
, / 997 0



A educação no Brasil teve um importante avanço nos últimos tempos, em uma série de áreas. A mais notável delas é a universalização do ensino básico e o avanço significativo do ensino médio. Junto disso, tivemos bons diagnósticos da situação atual da educação, como o Enem, por exemplo. O próprio Fundeb é uma boa iniciativa, apesar dos problemas pelos quais ele passa. Hoje já temos várias informações de como melhorar os índices educacionais, assim como várias experiências entre aluno/escola/família/comunidade, como é o Cidade-Escola Aprendiz.



Por outro lado, ainda temos grandes problemas entre os alunos, como a baixa capacidade de entender um texto simples e problemas com a língua portuguesa. Faltam laboratórios, falta cultura aos alunos.



Em relação aos professores, também vejo um avanço. As universidades estão mais envolvidas em projetos para a melhoria dos professores. Em breve, não teremos mais professores que não sejam formados. Porém, o professor atual ainda está muito preso ao currículo, ao lado teórico e nada mais. Falta vinculação ao cotidiano, falta laboratório.



Acho que, em dez anos, estaremos melhor do que estamos hoje, no que envolve a educação. Porque hoje há muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Por exemplo: a questão da pré-escola, das creches, vai crescer. Há muitas propostas surgindo quanto a isso. Entendo que a principal questão do governo atualmente é ampliar o investimento na pré-escola, na educação infantil. É a base de tudo.



Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN