Gestores discutem como incorporar a administração no universo do educador

Painel no Grande Encontro da Educação debateu necessidade de profissionalização das escolas

Compartilhe
, / 740 0
Gestores discutem como incorporar a administração no universo do educador

Primeiro painel do Grande Encontro da Educação debateu maneiras de profissionalizar a gestão das escolas. (Foto: Gustavo Morita)

Como melhorar a administração educacional sem perder de vista o afeto que marca as relações em sala de aula? Esse foi o tema da primeira mesa do Grande Encontro Educação 2017. A explicação de conceitos administrativos e como utilizá-los na escola foi o assunto de Miguel Thompson, diretor do Instituto Singularidades. A palestra se completou com aplicação prática dessas ferramentas no colégio Elvira Brandão, cuja trajetória foi apresentada pela diretora da instituição Andrezza Amorelli.

Thompson começou chamando a atenção para o fato de que o educador não deve ter preconceito com o universo administrativo, uma vez que ele fornece as bases para uma gestão produtiva. O intercâmbio entre as duas áreas pode surpreender, já que empresas e escolas muitas vezes são vistas em campos opostos. “Usamos termos diferentes mas todo mundo precisa de planejamento”, comenta Paula Gianetti, espectadora do evento e diretora de recursos humanos da companhia Votorantim.

Para profissionalizar a gestão escolar, os especialistas convidados afirmam que o primeiro passo é definir um propósito. O que o colégio já faz de interessante, aonde quer chegar e pelo que quer ser reconhecido são algumas das perguntas que o gestor deve se fazer.

Definido o foco, é hora de pensar em uma estratégia, um passo a passo que englobe todas as etapas da escola. Os palestrantes frisaram a importância de envolver a comunidade escolar nesse projeto. Todos devem se sentir motivados a participar dos processos que movem a instituição. Sem engajamento, transparência e comunicação na aplicação dos processos não é possível realizar mudanças nem inovar.

Ernesto Souza, responsável pela administração financeira do Colégio Franciscano Pio XII, aproveitou a oportunidade para conhecer experiências de inovação, como a do colégio Elvira Brandão, e aprender como torná-las possíveis em sua realidade. “Nossa escola tem um modelo bastante tradicional, mas já estamos implementando algo de cultura maker”, conta.

A profissionalização da administração escolar não deve ser, entretanto, um processo que se sobreponha à didática e à relação com o aluno. Thompson resume a questão com uma frase: “O plano de aula deve estar à frente da planilha [administrativa]”.

Dicas para começar

Para o educador, a análise de situações parece mais interessante que conhecer termos técnicos da área de administração. Pensando nisso, Miguel Thompson indicou algumas leituras de gestão. Em sua visão, são textos leves, agradáveis de se ler. São eles:

O gestor eficaz – Peter Drucker

A meta – Eliyahu M. Goldratt

Empresas feitas para vencer – Jim Collins

Checklist: Como fazer as coisas benfeitas – Atul Gawande

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN