Feras da robótica e programação confirmam presença na Bett Educar

Compartilhe
, / 376 0
Feras da robótica e programação confirmam presença na Bett Educar

Imagem: Pixabay

Um dos 28 temas que os congressistas poderão escolher na Bett Educar deste ano é Programação e Robótica: Ensino e Aprendizagem. O assunto será abordado do ponto de vista teórico e prático, com apresentação de casos de sucesso e discussões sobre melhores estratégias.

Os primeiros a tratar a respeito do tema serão Carlos Eduardo Ribeiro e Tiago de Jesus Souza, coordenadores de projetos na área de robótica no Centro Paula Souza, responsável pelas escolas técnicas do Estado de São Paulo. Além de trabalhos de robótica mais “clássica”, atualmente eles desenvolvem com os alunos de nível médio uma competição de robôs virtuais.

A competição de robôs virtuais usa a plataforma Robocode, que é um jogo educacional de código aberto, implementado em Java, constituído de robôs que batalham entre si em uma arena virtual. O foco da atividade é incentivar o desenvolvimento e aprimorar a lógica de programação dos alunos. “Utilizar a robótica e competições como ferramentas de integração das competências técnicas, éticas e profissionais, auxilia e estimula a melhoria dos ensinos técnicos integrados e técnicos na unidade, além de propiciar a integração entre as unidades escolares”, afirma Tiago Souza.

Outra palestra sobre o tema reunirá os especialistas Marcio Okabe e Rafael Martins. Martins é coordenador de projetos de tecnologia na escola Bakhita, de São Paulo. O colégio paulista oferece aulas de “tecnologia criativa” para crianças a partir do ensino fundamental 1. Conforme elas vão crescendo, passam para projetos de robótica mais elaborados. Para quem quiser conhecer um pouco do trabalho da escola, é possível assistir aqui a uma reportagem da rede Globo que mostra os alunos fazendo um piano de bananas, jogando games com um joystick humano e construindo carrinhos.

A sequência de palestras sobre robótica e programação termina com a fala do professor Greiton Toledo, que foi escolhido para o Prêmio Educador Nota 10, graças a um projeto de programação com seus alunos de 6o. ano da Escola Municipal Irmã Catarina Jardim Miranda, de Senador Canedo, Goiás. Este ano, ele foi um dos 11 professores selecionados pela Fundação Lemann para representar o Brasil no evento SXSWedu em Austin, Texas.

O Congresso Bett Educar chamou um time de primeira para levar aos educadores uma formação em programação e robótica que possa ampliar horizontes.

Do blog Bett Educar

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN