Escolas do DF só poderão vender alimentos saudáveis

Decreto vale para instituições públicas e particulares

Compartilhe
, / 285 0

Bala, refrigerante, biscoito recheado e salgadinhos. Se pudessem escolher suas refeições, muitas crianças optariam por estes alimentos. Para promover hábitos saudáveis nesta faixa etária, um decreto proibiu cantinas de escolas de venderem comidas não-saudáveis no Distrito Federal. O seu prazo de adaptação foi até o último dia 23 de fevereiro e, agora, está em vigor. 

Os alimentos proibidos são balas, pirulitos, gomas de mascar, biscoitos recheados, refrigerantes e sucos artificiais, salgadinhos industrializados, frituras, pipoca industrializada, bebidas alcoólicas e alimentos industrializados cujo percentual de calorias provenientes de gordura saturada ultrapasse 10% (dez por cento). O decreto também proibe a publicidade destes alimentos nos ambientes escolares.

A partir de agora, as cantinas devem oferecer à venda pelo menos uma fruta. A escolha de adicionar açúcar a alimentos como sucos e bebidas lácteas deve ser oferecida ao consumidor.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN