Ensino privado teve taxa de crescimento menor em 2004 em relação a 2003

Sieeesp argumenta que setor encontra agora sua estabilidade

Compartilhe
, / 1008 0





Redação

Apesar de positiva, a taxa de crescimento da rede particular de ensino no país em 2004 foi de 3,8%, menor que o ano anterior. Em 2003, a taxa foi de 4,8%, 378 escolas privadas foram criadas e 65.648 novos alunos ingressaram nas escolas pagas.



 




O Sieeesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo) nega o declínio da rede particular. Alega que o setor tem seu espaço conquistado, e que a taxa menor significa que está se tornando estável. Diz também que o aumento de alunos acompanha o crescimento populacional, que também tende a estabilizar.




 




O sindicato diz ainda que, de 2000 a 2004, a rede de ensino particular cresceu 42,1%, e a inadimplência media caiu de 19% em 2003 para 11,3% em 2004, dados incompatíveis com o possível declínio do ensino pago.




 




Roberto Prado, diretor executivo do Sieeesp, justifica o fechamento de 382 escolas ano passado que, “como qualquer outro negócio”, não investiram em tecnologia e qualidade.




 



Os dados fornecidos são do

Censo Escolar 2004


e estão disponíveis no site do Inep/MEC.


Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN