Direto da fonte

Alunos do Colégio Equipe, em São Paulo, visitam usinas de açúcar para ver de perto o conteúdo aprendido em sala de aula

Compartilhe
, / 1020 0

* Ciências da natureza e suas tecnologias


Competência: Associar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos


Algumas das habilidades que compõem essa competência:

– Reconhecer benefícios, limitações e aspectos éticos da biotecnologia, considerando estruturas ou prevendo efeitos em sistemas naturais, produtivos ou sociais.

– Avaliar impactos em ambientes naturais decorrentes de atividades sociais ou econômicas, considerando interesses contraditórios.

* Fonte: matriz de referência do Enem


Em tempos de crise energética mundial, o Brasil se apresenta como uma alternativa ao petróleo, oferecendo combustíveis ditos ecológicos, como é o caso do álcool e do biodiesel, classificados como fontes renováveis de energia. Existe, entretanto, uma grande discussão em torno dos reais impactos ambientais causados por esses combustíveis, além da questão social que envolve a produção da cana-de-açúcar. Nessa perspectiva, o Colégio Equipe, em São Paulo, realiza com seus alunos do primeiro ano do ensino médio um estudo do meio na região de Ribeirão Preto, com o objetivo de conhecer de perto o funcionamento das usinas de açúcar.






Divulgação
Alunos de ensino médio visitam usinas de açúcar no interior de São Paulo


Durante três dias de viagem, os estudantes seguem um roteiro preparado não só pelos professores de biologia, como também os de filosofia, química, física, história e geografia. Nele os alunos são orientados a observar a mudança da paisagem ao longo do percurso e registrar suas observações sobre as formas do relevo e características do solo. Além disso, fazem visitas monitoradas às usinas e aprendem sobre especificidades do plantio da cana, como a preparação do solo, tempo de maturação e substâncias químicas usadas na plantação. Outra proposta da atividade é entrevistar a população, preferencialmente os cortadores de cana, e refletir sobre suas condições de trabalho.


Há também a apresentação de palestras, além de plenárias organizadas entre os alunos a fim de discutir sobre o que foi coletado e visto durante o dia. A diretora pedagógica Luciana Fevorini ressalta a importância do debate para o desenvolvimento da argumentação, mas lembra que “antes de ir a campo, os alunos estudam em sala de aula os conteúdos necessários para a compreensão da atividade. Conteúdos como a questão da agroindústria brasileira, o aquecimento global e o uso de combustíveis renováveis fazem parte do nosso currículo”, esclarece.

+ Leia mais:

– Apesar da difusão do termo competências e habilidades, colocá-lo em prática na sala de aula ainda é um desafio para muitos professores


– Em Recife, professor criou Laboratório de Matemática com o objetivo de aproximar a disciplina do cotidiano dos alunos

– Por meio de filmes e de redes sociais, alunos debatem a questão da migração no país

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN