Cinco dicas para pais e responsáveis escolherem a escola

Compartilhe
, / 1

*Por: Kazuko Yamauchi

Com o final do ano se aproximando, pais e responsáveis começam a pesquisar escolas para seus filhos.

Para quem procura uma instituição, especialmente pela primeira vez, é interessante prestar atenção em alguns tópicos que ajudam nessa decisão.

como escolher uma escola para o filho

Foto: Shutterstock

  1. Procure escolas num raio que seja viável e pesquise informações delas.

A proximidade geográfica dos pais e responsáveis com a escola é primordial para evitar problemas com a locomoção.

Assim, o primeiro filtro de pesquisa é procurar ao menos cinco escolas próximas para fazer uma visita.

Nessa pesquisa, é essencial, antes, procurar referências na internet.

Seja em cada um dos sites das instituições e nas suas páginas nas redes sociais, como Facebook, além de páginas de reclamações de consumidores, como o Reclame Aqui.

  1. Busque saber detalhes da proposta pedagógica e como ela é aplicada.

Toda instituição de ensino segue uma linha pedagógica, seja ela tradicional, construtivista ou montessoriana, entre outras.

Mas tão importante quanto a linha pedagógica, é saber como esta é aplicada na prática da instituição e visando o desenvolvimento do aluno.

A partir da perspectiva pedagógica, as ferramentas e recursos disponíveis (que muitas vezes são atrativas aos olhos dos pais) devem fazer sentido no dia a dia do aluno, senão passam a ser simples acessórios.

escolher a escola certa

Kazuko Yamauchi atua há 40 anos com educação infantil

  1. Observe como é o relacionamento da escola com a família.

Nos dias de hoje, com alunos cada vez mais tempo nas escolas, naturalmente que as escolas passem a ter papel mais preponderante na educação das crianças – o que não diminui a responsabilidade dos pais.

Assim, é fundamental observar como a instituição procura envolver e se relacionar com os pais, mantendo-os ativos e participativos no processo educacional.

  1. Veja se a escola está aberta ao mundo.

O conhecimento de outras culturas e realidades, em uma sociedade digital e globalizada, também surge como um ponto relevante a ser olhado na escolha da escola.

  1. Observe como a escola trata individualmente o aluno.

Ver a quantidade de alunos por sala é um dos primeiros pontos a se avaliar.

A legislação brasileira aponta até 30 alunos por sala nos primeiros anos.

Olhar e acompanhar individualmente cada criança requer tempo e engajamento.

*Sobre a autora:

Kazuko Yamauchi tem mais de 40 anos de experiência em educação infantil .

Além disso, é fundadora e diretora da escola Roberto Norio, focada em educação infantil e anos iniciais da Educação Básica.

Leia também:

Ensino médio brasileiro é reprovado pelo principal indicador do país

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN