Curso de pedagogia terá disciplina sobre relações étnico-raciais

Objetivo é formar professores que evitem o racismo na sala de aula

Compartilhe
, / 1095 0



A partir do primeiro semestre de 2006, o curso de pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) terá a disciplina “
educação das relações étnico-raciais

” na grade curricular. A matéria abordará os conteúdos previstos na



Lei nº 10.639/03



, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas da educação básica.




 




De acordo com uma pesquisa realizada em dois colégios municipais de Cuiabá (MT) pela especialista em relações raciais Vanda Lúcia Gonçalves, os professores, inconscientemente, tratam de forma diferenciada alunos brancos e negros. O estudo “Tia, qual o meu desempenho?”, feito no primeiro semestre de 2005, poderá ser consultado a partir de março no Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre as Relações Raciais e Educacionais da UFMT.




 




“Eles separam esses alunos em sala de aula. Uma separação que não se dá no espaço físico, mas sim no tratamento. Ao aluno branco eles oferecem ajuda quando este encontra uma dificuldade. A dificuldade do aluno negro é ignorada. O racismo está presente nas escolas públicas e permeia a prática do professor. É necessário que estes professores tenham muita disposição para mudar isso”, afirma Vanda.




 




 




(Fonte: MEC)



Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN