Mais da metade das crianças e adolescentes brasileiras vivem na pobreza

Informações são da pesquisa “Pobreza na infância e na adolescência”, realizada pelo Unicef

Compartilhe
, / 2

Pobreza, para entender essa condição é necessário ir além da renda monetária e avaliar se os direitos fundamentais garantidos para meninas e meninos estão sendo cumpridos, defende o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

Com essa concepção, estudo da entidade mostra que 61% das crianças e adolescentes brasileiros são pobres e/ou privados de acesso à educação, informação, proteção contra o trabalho infantil, moradia, água e saneamento básico.

Exclusão

Pobreza na infância e na adolescência é o nome da pesquisa, que revela ainda algo que continua na veia do Brasil: os excluídos desse acesso básico são negros e negras de famílias com baixa renda financeira, de regiões rurais do Norte e Nordeste.

Ainda sobre desigualdade de renda, brasileiros de até 17 anos que junto com sua família sobrevivem com menos de R$346,00 na zona urbana e R$269,00 na zona rural, chegam a 18 milhões.

Junto o Unifec descobriu mais 14 milhões de crianças e jovens que a renda monetária não está inserida na faixa da pobreza, mas que têm um ou mais direitos básicos negados.

Leia também:

Prevenção ao suicídio mobiliza alunos de escola do ensino médio

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN