Concursos premiam iniciativas que promovem direitos humanos na educação

Prêmios reconhecem projetos de professores e gestores em prol da igualdade racial e de gênero

Compartilhe
, / 1009 0

Dois concursos irão premiar iniciativas de educadores que valorizem os direitos humanos. O sétimo Educar para a Igualdade Racial e de Gênero e o décimo “Construindo a Igualdade de Gênero” estão com inscrições abertas e serão entregues em 2015.

O Educar para a Igualdade Racial e de Gênero é uma iniciativa do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades. Podem se inscrever professores da educação básica e ensino médio que têm ações individuais ou escolas que promovam a igualdade como ações da gestão escolar. O Prêmio também tem uma categoria especial para professores e gestores que atuem na educação quilombola. Suas inscrições vão até 31 de março do ano que vem. Serão premiados, ao todo, 12 professores e 8 escolas.

Todos os premiados (educadores e escolas) ganharão um notebook, um kit de livros sobre Diversidade e Igualdade Étnico-Racial e participarão de formação continuada sobre o tema. Além disso, os professores receberão R$ 5 mil e as escolas, R$ 10 mil.

Já o Construindo a Igualdade de Gênero tem o prazo mais curto: as inscrições vão até 28 de novembro. Ele é promovido pelo CNPq consiste em um concurso de redações, artigos científicos e projetos pedagógicos na área das relações de gênero, mulheres e feminismos. Podem participar estudantes do ensino médio, graduação, mestrado e doutorado, além de escolas com iniciativas na área. Os artigos escolhidos serão divulgados até 28 de maio de 2015 e os prêmios variam de um notebook até R$ 10 mil, de acordo com a categoria.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN