Como a instituição decide sobre novas contratações de professores e funcionários técnicos?

A QUESTÃO É… | Edição 205 James Wright, diretor-geral da Faculdade FIA de Administração e Negócios Selecionar novos professores e técnicos para a instituição …

Compartilhe
, / 231 0

A QUESTÃO É… | Edição 205

James Wright, diretor-geral da Faculdade FIA de Administração e Negócios
Selecionar novos professores e técnicos para a instituição é de fundamental importância para desenvolver competências futuras que sejam coerentes com os desafios estratégicos das empresas que contratarão nossos alunos. No processo de seleção de docentes da FIA, vemos os seguintes fatores como essenciais: a orientação para a pesquisa, o pensamento crítico, o potencial de avanço futuro na publicação e na carreira docente e a vivência prática na aplicação dos conceitos de gestão de empresas. A análise de currículo profissional e de formação acadêmica, a titulação preferencialmente de doutorado e o desempenho na aula-teste são fatores críticos avaliados no processo de seleção de docente.

 

 

 

Antônio Freitas, pró-reitor de ensino, pesquisa e pós-graduação da FGV-RJ
Contratamos professores/pesquisadores que atuam em tempo integral e parcial. Para os que trabalham de forma integral, é requerido doutorado, de preferência em instituição internacional. Esses docentes devem ter ainda bom currículo e artigos científicos recentes publicados em periódicos internacionais de boa reputação. Os professores que atuam em tempo parcial devem ter doutorado ou mestrado, boa comunicação e vasta experiência profissional. Já os funcionários, são contratados com base na experiência profissional e na formação, normalmente em ensino superior. Todos precisam mostrar bom desempenho no trabalho.

 

 

 

 

Lucas Couceiro de Camargo, coordenador do departamento de recursos humanos da PUC-Campinas
Basicamente, a decisão sobre novas contratações segue a regra de demanda contra a disponibilidade orçamentária. Evidentemente, existem procedimentos para avaliar a demanda e a possibilidade de otimizar recursos, preservando sempre as pessoas e a qualidade no ensino. O planejamento estratégico é outro ponto que norteia as novas contratações. Nesses casos, as admissões são realizadas a partir de definições da administração. Investir em pessoas e em qualidade é prioridade na Instituição. Para a PUC-Campinas, essa é a única forma de atingir os objetivos e cumprir a missão de trabalhar por uma sociedade mais justa e mais solidária.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN