Comissão de Educação questiona doutrinação nas escolas

Em reunião pública da Câmara, deputados discutiram formação de professores e conteúdo de livros didáticos

Compartilhe
, / 924 0

O viés ideológico de educadores brasileiros na sala de aula foi tema da audiência pública realizada na última terça-feira (24) pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. A reunião, que contou com a participação de professores universitários e do ensino médio, debateu a possível influência da formação de professores e do conteúdo de livros didáticos na doutrinação política e ideológica nas escolas.

O conteúdo da audiência foi sugerido pelo deputado Izalci Lucas (PSDB-DF), autor de um projeto de lei que pretende impedir a imposição de ideias políticas ou religiosas em sala de aula. Alguns participantes da audiência, como os professores Braúlio Porto de Matos e Luis Lopes Filho, citaram a influência do educador Paulo Freire na formação de professores para criticar a ausência de pontos de vista variados. Na opinião deles, tanto a formação de educadores quanto os livros utilizados em sala de aula tendem às ideologias de esquerda.

Questionado sobre a falta de professores e demais profissionais que apresentassem ideias opostas na reunião, o deputado Izalci disse que foi sugerido alguns nomes e que considera importante a presença de outros segmentos em audiências futuras. Na reunião, O secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palácios, informou que mais de mil professores universitários participam da escolha dos livros didáticos para as escolhas públicas.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN