Ciência e outras artes

Museu do amanhã, aberto em dezembro de 2015 no Rio de Janeiro, começa as suas atividades com uma programação robusta

Compartilhe
, / 696 0

O Museu do amanhã, aberto em dezembro de 2015 no Rio de Janeiro, começa as suas atividades com uma programação robusta. A videoinstalação Perimetral, de curadoria do artista plástico Vik Muniz, mostra ao público imagens em movimento da implosão do elevado perimetral em 2014. ao todo, 20 câmeras captaram o momento da queda da estrutura de todos os ângulos imagináveis. Também conhecida como Via elevada da perimetral, a estrutura ficava localizada sobre a avenida rodrigues alves, na região portuária do rio, e foi um dos símbolos da transformação urbana da capital no século 20.

Já a obra interativa Copylight Factory, localizada no Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA), convida o visitante a copiar a cópia de uma cópia de uma luminária, e a ver como ela se transforma ao longo do processo. A intenção é permitir ao público uma reflexão sobre os direitos autorais (copyright), explorando a fronteira entre as cópias e os originais. Também vale visitar as cinco grandes áreas da exposição permanente, entre as quais Antropoceno, que leva o público a pensar como as intervenções humanas se tornaram forças geológicas, levando à transformação da composição da atmosfera e, consequentemente, à alteração do clima e da biodiversidade do planeta.

Museu do Amanhã
Praça Mauá, 1 – Centro – Rio de Janeiro
De terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia-entrada).
Entrada gratuita às terças-feiras e todos os dias para professores e estudantes de escolas públicas
Perimetral – até 13 de março de 2016
Copylight Factory – até 30 de maio de 2016
Informações: http://museudoamanha.org.br/

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN