Brasil tem menos jovens estudando que a média mundial, diz OCDE

Por outro lado, índice de emprego entre as pessoas de 20 a 24 anos é o mais alto entre países pesquisados

Compartilhe
, / 975 0

No Brasil, mais jovens trabalham, e menos estudam. A comparação foi feita pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) e divulgada no relatório Education at a Glance 2015: Panorama da Educação. Os dados do documento mostram que, enquanto nos demais países a média dos jovens entre 20 e 24 anos que estão longe dos estudos é 54%, por aqui este número fica em 76%.

O levantamento também constatou que, nesta faixa etária, 52% dos jovens trabalham no Brasil, maior índice entre os países que compõem a organização. Mesmo assim, mais de 20% dos indivíduos de 15 a 29 anos estavam sem trabalhar e sem estudar, taxa maior que a mundial (de 16%).

A publicação oferece dados sobre a estrutura, o financiamento e o desempenho de sistemas educacionais de 46 países, sendo 34 membros da OCDE, países parceiros e do G20. Os dados sobre o Brasil podem ser lidos (em inglês) no link.

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN