Bolsa leva professores ao Japão para estudar educação

Governo japonês dá passagens e auxílio mensal para aprovados, que não precisam falar idioma do país

Compartilhe
, / 278 0

A educação brasileira precisa de pessoas que estudem o tema e dêem contribuições para melhorá-la. Quem melhor para fazer isso do que os professores, que lidam com alunos todos os dias? O governo japonês está oferecendo bolsas para que professores do ensino fundamental e médio, orientadores pedagógicos, assistentes educacionais ou diretores de escola pesquisem sobre educação em universidades do país.

As bolsas vão de outubro de 2016 a março de 2018. Os professores devem ter nascido a partir de 2 de abril de 1981, inglês avançado, concluído o curso superior e experiência de pelo menos cinco anos no cargo. As bolsas incluem a passagem aérea, a moradia que a universidade dispuser e ajuda mensal de 143.000 ienes, que dá cerca de R$ 4700,00.

O processo de seleção pede que os interessados enviem currículo, plano de pesquisa no Japão e carta de recomendação, entre outros documentos. O processo de seleção inclui provas escritas e entrevista. Mais informações sobre a inscrição estão no site da embaixada japonesa

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN