Bienal do Livro é realizada no Rio de Janeiro

Feira homenageia a França e será promovida até 22/5

Compartilhe
, / 1033 0


A
XII Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

, uma iniciativa do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) em parceria com a Fagga Eventos, é inaugurada nesta quinta-feira,
12 de maio

, e termina no
dia 22

. A feira, organizada no Riocentro, homenageia nesta edição a França e contará com a presença de profissionais do mercado editorial dos países.

Entre as novidades do evento estão o novo espaço para o contato de escritores com o público e um local especialmente reservado para a leitura de poesias, além da
Praça do Autógrafo

, um espaço especialmente reservado para os escritores autografarem seus livros e encontrarem seus leitores. As atrações mais concorridas da feira serão transmitidas ao vivo de um auditório com capacidade para 500 pessoas.

Os 55 mil metros quadrados dos três pavilhões do Riocentro ocupados pela
Bienal do Livro 2005

abrigam 944 expositores, entre editores, livreiros, distribuidores de livros, agentes literários, importadores e exportadores do setor, jornais e revistas, entidades e órgãos ligados ao livro, além de outras empresas de materiais e serviços associados à produção do livro.

A expectativa dos organizadores é de receber entre 550 mil e 600 mil pessoas ao longo de 11 dias. O evento conta com a presença de autores renomados internacionalmente, como Tom Wolfe, DBC Pierre (Peter Finlay), Colm Tóibin, José Eduardo Agualusa, Oliver Sacks, Lars Saabye Christensen, José Ovejero, Dulce Maria Cardoso e 16 escritores franceses que fazem parte da delegação do país homenageado.

O estande da França terá 285 metros quadrados, onde serão realizados encontros entre brasileiros e franceses, apresentações musicais, aulas de francês, palestras e oficinas. A livraria Leonardo da Vinci também ocupará o espaço com 1.500 obras, incluindo um sebo com preciosidades da língua francesa. O Café Jean-Paul Sartre, liderado pelo chef Olivier Cozan, servirá diariamente vinhos e guloseimas típicos do país.


Ministério da Educação –

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) coordena um estande de 210 metros quadrados do ministério, com o tema Qualidade na Educação Básica. No espaço, serão apresentadas as políticas de educação em informativos, revistas e iniciativas voltadas para alfabetização e leitura.

Serão realizados no estande 20 encontros de leitura com escritores e autores do PNBE e 30 oficinas, com apoio das secretarias de Educação do estado e do município e do Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro. Fátima Café, Ferreira Gullar, Lygia Bojunga, Affonso Romano de Sant’Anna, Ziraldo e Ruth Rocha estão entre os convidados do MEC para encontros e oficinas de leitura.

O Riocentro fica na Av. Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada para estudantes e idosos acima de 60 anos: é preciso mostrar documento com foto) e podem ser adquiridos em postos de venda anunciados no site oficial do evento.

Mais informações pelos telefones (21) 2442-1300 e (21) 2527-8088, ou pelo site



www.bienaldolivro.com.br


.


(Fonte: Bienal Internacional do Livro 2005 e MEC)

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN