Atlas de Exclusão Social denuncia diferentes tipos de discriminação do país

Livro pretende influenciar gestores de políticas públicas brasileiras

Compartilhe
, / 931 0





Redação

O 5º volume do
Atlas da Exclusão Social


– Agenda Não-liberal da Inclusão Social no Brasil

, escrito pelos professores Marcio Pochmann, Ricardo Amorim e uma equipe de 16 pesquisadores da Universidade de Campinas (Unicamp) foi lançado no final de 2004 pelo Conselho Regional de Economia de São Paulo e a Editora Cortez, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.




 




O livro denuncia a exclusão social no Brasil a partir de sete indicadores: pobreza, violência, escolaridade, alfabetização, desigualdade social, emprego formal e concentração de jovens. Os autores fazem diferenciação das exclusões das regiões norte e nordeste, por razões físicas, carência de subsídios e baixa densidade demográfica, e sul e sudeste, por razões de concentração demográfica e violência.




 




O Atlas tem como objetivo mostrar uma outra realidade brasileira, além de contribuir com alternativas para gestores de políticas públicas. Nele é demonstrado como o acesso à educação não garante um emprego ao jovem,




 




Para mais informações, mande um e-mail para



Cortez@cortezeditora.com.br




.

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN