Alunos migram do período noturno para o diurno no ensino médio de SP

Estudantes que têm aulas de manhã já representam 70% das matrículas, contra 57% em 2012

Compartilhe
, / 1058 0

Há uma tendência de decrescimento do ensino médio noturno de São Paulo. Dados da Secretaria Estadual de Educação mostram que, desde 2012, a porcentagem de alunos que estudavam à noite passou de 43% para 30%. Para o órgão, a mudança ocorreu devido à priorização do período para aqueles que precisam trabalhar e à diminuição da distorção idade-série.

O total de matriculados no período matutino saltou de 844.392, em 2012, para 1.042.207. Já no noturno, a queda foi de 650.337 para 513.399. O número de matrículas da rede estadual nesta etapa de ensino se manteve estável durante o período.

Segundo a secretaria, a média de distorção entre idade e série ideal vem caindo, e atingiu seu menor resultado em 2013. “Nossos levantamentos mostram que enquanto 80% dos nossos estudantes desejam dar continuidade aos estudos após a conclusão do Ensino Médio. A minoria dos estudantes que trabalham em paralelo à escola faz isso por necessidade de ajudar os pais em casa”, afirma o secretário Herman Voorwald.

 

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN