Adolescentes desenvolvem app para ajudar pacientes com Alzheimer

Aplicativo é finalista de concurso promovido pela Universidade de Harvard, nos EUA

Compartilhe
, / 627 0
Equipe de alunas criadoras do HelpAlz

Equipe de alunas criadoras do HelpAlz

Quatro adolescentes de São José dos Campos desenvolveram um aplicativo para ajudar familiares e profissionais da saúde nos cuidados dos pacientes com Alzheimer. Chamado HelpAlz, o app é finalista do concurso Village to Raise a Child, promovido pela Universidade deHarvard, nos EUA.

A iniciativa da universidade estadunidense busca incentivar ideias inovadoras de estudantes da educação básica. Para participar, os alunos devem buscar melhorar o cotidiano de sua comunidade de alguma forma.

A ideia de lidar com o Alzheimer surgiu com as dificuldades enfrentadas pela família de uma das alunas, cuja bisavó tem a doença. “Queremos ajudar a todas as pessoas que precisam conviver com a doença diariamente e proporcionar, tanto para os pacientes como para os cuidadores, uma melhor qualidade de vida“, explica Ana Paula Maciel, 16 anos, que ajudou a desenvolver o app.

Segundo a equipe, o aplicativo traz informações para um diagnóstico precoce, diminuindo as chances de descobrir a doença em estágios mais avançados, além de indicar e localizar os melhores profissionais, especialistas e cuidadores.

Além de Ana Paula, integram o grupo Débora Augusto Gabriel, de 14 anos, Larissa Fabião da Fonseca, 15, e Thaís Cerqueira Reis Nakamura, 13 anos. Todas são alunas do Instituto Alpha Lumen, em São José dos Campos.

 

Leia também:

Aplicativo promove “Olimpíada Nacional do Ensino Médio”
Ferramentas para celular ou tablet podem ajudar o professor a começar 2016 em ordem

Preencha os quadrinhos
Além de trabalhar conteúdos de forma lúdica, jogos de palavras cruzadas estimulam funções cognitivas

Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN