77% das crianças da 2a série do ensino público no Ceará são analfabetas

Estudo publica números que refletem falha na Educação do estado

Compartilhe
, / 1080 0



Redação



O Comitê Cearense para Eliminação do Analfabetismo Escolar publicou no último dia 17 uma pesquisa feita com 7,8 mil alunos, de 255 escolas, em 48 municípios do estado, que cursam a segunda série do ensino fundamental. Os resultados mostraram que apenas 23% das crianças em escolas públicas do Ceará estão capacitadas a ler, escrever e compreender um texto.




 




A pesquisa foi apresentada durante o Seminário Alfabetização de Crianças, na Universidade de Fortaleza, que terminou dia 18 de fevereiro. Segundo Rui Aguiar, oficial de Projetos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), este é um problema que, apesar de ser mais grave na região Nordeste, atinge o Brasil inteiro, e não só o Ceará.




 




O analfabetismo funcional dos alunos reflete-se nas porcentagens da pesquisa. 39% não conseguiram ler o texto proposto, 4% leram reproduzindo as letras, outros 4% soletrando e 21% leram silabando as palavras. Apenas 32% leram o texto com fluência. Na produção de texto, 61% dos alunos não conseguiram. O restante (39%) chegou a escrever, porém apenas 1% conseguiu elaborar o texto corretamente, segundo a gramática, ortografia, pontuação e demais regras da língua portuguesa. Menos da metade das crianças (43%) conseguiu compreender e interpretar o texto lido.



Comentários

comentários

PASSWORD RESET

LOG IN